Revista Oeste - Eleições 2022

Produção e venda de veículos crescem em julho, informa Anfavea

Números são positivos, na comparação com o mesmo mês de 2021
-Publicidade-
Foram fabricadas em julho deste ano 219 mil unidades
Foram fabricadas em julho deste ano 219 mil unidades | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Balanço divulgado nesta sexta-feira, 5, pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), mostra que a produção de veículos cresceu 33,4% em julho, na comparação com o mesmo mês de 2021.

Foram fabricadas em julho deste ano 219 mil unidades, o que representa um aumento de 7,5% em relação a junho. Entre janeiro e julho, foi produzido 1,3 milhão de veículos, uma queda de 0,2%, na comparação com os primeiros sete meses de 2021.

As vendas de veículos novos cresceram 3,7% em julho, na comparação com julho de 2021. Foram emplacadas 182 mil unidades no período. Na comparação com junho, as vendas aumentaram 2,2%. No acumulado do ano, a comercialização de veículos registrou retração de 12%, em relação ao mesmo período de 2021, com a venda de 1,1 milhão de unidades.

-Publicidade-

Segundo o presidente da Anfavea, Márcio de Lima Leite, o baixo crescimento das vendas tem relação com o cenário econômico. “A alta de juros e a restrição ao crédito naturalmente geram maior dificuldade de acesso, porque nosso setor depende fundamentalmente do crédito. Há uma redução que continua desde que os juros aumentaram e a participação das vendas à vista e a prazo começa a se distanciar. Neste ano, 35% das vendas são a prazo e 65% à vista. No ano passado, era exatamente o oposto”, disse.

Exportações também cresceram

As exportações de veículos tiveram alta de 76,3% em julho, na comparação com o mesmo mês do ano passado, com 41,9 mil unidades vendidas para o exterior. Relativamente a junho, o número de unidades comercializadas no mercado exterior teve queda de 11,4%. No acumulado dos sete meses do ano, a alta nas exportações ficou em 28,7%, com a comercialização de 288,2 mil unidades para outros países.

“Percebe-se uma pequena retração ocasionada por questões na Argentina. Mas ainda assim é motivo de comemoração, porque o setor continua mantendo um bom nível de exportações”, analisou Leite.

A quantidade de pessoas empregadas na indústria de veículos registrou aumento de 1,1% em julho, em relação ao mesmo mês de 2021. Atualmente, as montadoras têm 103,8 mil trabalhadores. Na comparação com junho, a elevação é de 1,3%.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. O Brasil é o mercado perfeito para fabricantes de celulares e carros. Coloque os bancos na equação mais os bocós consumidores brasileiros e temos o verdadeiro paraíso do consumo na terra. Os produtos mais caros do mundo e os consumidores mais enganados do sistema solar.

  2. Quem lacra nao lucra, conforme dados nacionais apresentados:
    O VW polo, após a propaganda polemica teve queda constante nas vendas.
    Em maio vendeu 391 unidades, junho caiu para 248 e julho para 100, ou seja queda constante por rejeição a estas imposições ideologicas da esquerda.
    Quando vão se dar conta que a maioria brasileira, é conservadora, preserva a familia e quer um País justo para todos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.