Setor de serviços cresce e já está 7,5% acima do nível pré-pandemia

Os dados foram divulgados hoje pelo IBGE
-Publicidade-
Setor de transportes foi o que mais influenciou o resultado dos serviços em junho
Setor de transportes foi o que mais influenciou o resultado dos serviços em junho | Foto: Divulgação/IBGE

O setor de serviços cresceu 0,7% em junho, registrando a segunda alta seguida, acumulando ganho de 2,2% desde março deste ano.

Com isso, o setor está 7,5% acima do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia). Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada nesta quinta-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Das cinco atividades pesquisadas, quatro registraram crescimento. O setor de transportes (0,6%) foi o que mais influenciou o resultado em junho, beneficiado pela recuperação do transporte de passageiros.

-Publicidade-

Os serviços profissionais (0,7%) também se destacaram, com o aumento das atividades relacionadas a organização e gestão de feiras, congressos e convenções. O setor está 7% acima do patamar pré-pandemia.

Já os serviços prestados às famílias tiveram alta de 0,6%, com destaque para as atividades de artes cênicas e espetáculos. Essa já é a quarta taxa positiva seguida, acumulando 9,3% de alta.

“Apesar de ainda ser o único setor abaixo do patamar pré-pandemia, vem mostrando trajetória de crescimento e se aproximando cada vez mais da recuperação”, observou o analista da pesquisa, Luiz Almeida..

O único setor em queda foi o de informação e comunicação (-0,2%), praticamente estável, depois de meses registrando recordes de patamar, tendo atingido o nível mais alto em maio.

Leia também: “O homem que faz a diferença”, texto publicado na edição 124 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.