Setor de serviços tem 5ª alta mensal consecutiva

Avanço foi de 1,7% em outubro, conforme o IBGE
-Publicidade-
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil | Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Avanço foi de 1,7% em outubro, conforme o IBGE

setor de serviços
O único resultado negativo do mês ficou na categoria outros serviços | Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
-Publicidade-

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística informou nesta sexta-feira, 11, que o setor de serviços avançou 1,7% em outubro, na comparação com o mês anterior. Foi a 5ª alta mensal consecutiva desde junho. A alta de 1,7% foi puxada por quatro das cinco atividades analisadas. Os serviços de informação e comunicação avançaram 2,6% no mês de outubro. Os demais avanços vieram dos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (1,5%), dos serviços prestados às famílias (4,6%) e dos serviços complementares (0,8%).

O único resultado negativo do mês ficou na categoria outros serviços (-3,5%), que devolveu parte do ganho de 19,2% acumulado nos últimos quatro meses. Comparado a outubro de 2019, o recuo do volume de serviços no Brasil foi de 7,4%. O índice foi negativo em 23 das 27 unidades federativas. As maiores quedas foram registradas em São Paulo (-7,7%), Rio de Janeiro (-8,7%), Paraná (-10,6%) e Rio Grande do Sul (-11,7%). Por outro lado, Santa Catarina (2,5%) e Mato Grosso do Sul (7,6%) tiveram os resultados mais relevantes.

Leia também: “Uma mina de oportunidades chamada Brasil”, reportagem publicada na edição n° 38 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.