40 anos de solidão

Documentário mostra a vida de homem que vive isolado, sem eletricidade nem água corrente há quatro décadas
-Publicidade-
Foto: divulgação Uruna Productions
Foto: divulgação Uruna Productions

Ken Smith, inglês de Derbyshire, construía estações de bombeiros desde os 15 anos. Aos 26 ele foi espancado por uma gangue durante uma saída noturna. Com a surra, Ken sofreu uma hemorragia cerebral e ficou inconsciente por 23 dias.  Desenganado pelos médicos, ele despertou do coma e decidiu que nunca mais viveria dependendo de outras pessoas. Foi para o Canadá e se isolou durante uma caminhada de 35 mil quilômetros.

Foto: divulgação Ken Smith

De volta ao Reino Unido, continuou caminhando até chegar ao lago de Treig, nos Highlands escoceses. Lá encontrou um canto distante duas horas de qualquer estrada, onde decidiu morar pelo resto da vida. Construiu uma cabana com as próprias mãos e passou a viver sem água corrente ou eletricidade, vivendo basicamente dos peixes que apanhava no lago e de alguns vegetais de sua horta. Há 40 anos ele está lá, isolado do mundo.

-Publicidade-
Foto: divulgação Ken Smith

A cineasta Lizzie McKenzie entrou num acordo com Ken Smith e começou a produção de um documentário que durou dois anos para ficar pronto. Durante as filmagens, Ken sofreu um AVC e foi salvo quase por milagre. “Nós não fomos colocados na Terra para sempre”, disse ele. “Eu vou ficar aqui até que meus últimos dias cheguem, definitivamente. Espero chegar aos 102 anos”.

O documentário, chamado “O Ermitão de Treig“, vai ser exibido pela BBC. Um clipe do documentário está disponível neste link.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.