A hostilidade de Biden a Bolsonaro sai pela culatra

A postura do presidente dos EUA prejudica a economia de seu país

-Publicidade-
Biden e Bolsonaro, lado a lado
Biden e Bolsonaro, lado a lado | Foto: Adam Schultz/Casa Branca e Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo

A imagem do Brasil perante a imprensa internacional é quase sempre a pior possível. Vez ou outra, no entanto, os veículos de comunicação estrangeiros acertam em suas análises. É o caso do Wall Street Journal, que recentemente publicou um artigo chamado “Biden’s Hostility Backfires in Brazil” — A hostilidade de Biden ao Brasil sai pela culatra, em tradução livre.

“Joe Biden está no cargo há 15 meses e ainda não conversou com o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro”, diz o texto, assinado pela jornalista Mary Anastasia O’Grady. Isso não ocorreu por falta de iniciativa de Bolsonaro, mas porque Biden se recusou a atender às suas ligações.

-Publicidade-

Bolsonaro, assim como outros líderes políticos não alinhados às pautas esquerdistas, está na lista negra do democrata. Isso porque, na administração Biden, a política externa é uma ferramenta para alimentar seus ressentimentos e promover a agenda “progressista”. Quem não compartilha desses valores é sumariamente excluído pelo presidente dos Estados Unidos.

O governo de centro-direita da Guatemala experimentou esse colonialismo democrata. “Talvez porque os tiranos de Washington pensem que podem subjugar um pequeno país”, explica O’Grady. “Mas ainda não deu resultados.”

O Brasil é a segunda maior democracia do Hemisfério Ocidental e possui a 11ª maior economia do mundo, segundo o Fundo Monetário Internacional. De acordo com o Bureau of Economic Analysis, agência de estatísticas vinculada ao governo norte-americano, o comércio bilateral de bens e serviços entre os EUA e o Brasil movimentou quase US$ 100 bilhões em 2021. Isso representa um aumento de cerca de 30%, em comparação com 2020. Como resultado, o superávit comercial dos EUA aumentou para mais de US$ 26 bilhões.

“Com a ideologia antiamericana e antimercado varrendo a América Latina nos dias atuais — de Honduras, El Salvador e Nicarágua a Venezuela, Chile, Bolívia, Argentina e Peru —, o aprofundamento das relações EUA–Brasil é importantíssimo”, argumenta O’Grady.

Sejam quais forem as razões, a postura de Biden representa uma ruptura com a tradição diplomática norte-americana. José Sarney, ex-presidente brasileiro (1985-1990), foi um populista avesso à livre iniciativa. Durante seu mandato, impôs um severo controle de preços. Mesmo assim, o então presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, o recebeu na Casa Branca para uma visita oficial. O encontro entre os líderes políticos ocorreu em 1986.

Mas há um exemplo ainda mais emblemático. Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil entre 2003 e 2010, era um aliado inseparável de Fidel Castro, eterno proprietário de Cuba. Isso não impediu que George W. Bush, então presidente dos Estados Unidos, o visitasse em 2005.

“Alguns imaginam que, como Bolsonaro demorou em parabenizar Biden por sua vitória nas eleições de 2020, o presidente dos Estados Unidos está curando uma ferida”, diz O’Grady. “Uma explicação igualmente plausível é o desprezo do governo norte-americano pela política de Bolsonaro.”

Bolsonaro conquistou adeptos sobretudo nos últimos anos. Isso porque se mostrou contrário ao politicamente correto e se recusou a aceitar os ditames de ambientalistas radicais. “Sua visão de mundo colide com a agenda política dos Estados Unidos, que inclui encorajar as embaixadas em todo o mundo a hastearem a bandeira do Black Lives Matter”, afirma O’Grady.

O ex-capitão de Exército foi eleito presidente da República em 2018 porque os brasileiros estavam fartos dos 13 anos de corrupções praticadas pelo Partido dos Trabalhadores (PT), segundo a jornalista. “Seja qual for seu pensamento sobre Bolsonaro, os brasileiros o escolheram como presidente.”

Leia mais: “O fiasco de Joe Biden”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 74 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

42 comentários Ver comentários

  1. Caro Domingos, já vimos este filme antes. Não tem o que fazer. Aceite que já acabou para a esquerda. Nós brasileiros, não gostamos dessa ideologia. Apague a luz quando sair.

  2. Miranda, o teu mata-burro na sinapse atrapalha muito a tua percepção da realidade. Vá estudar um pouquinho, aprenda a escrever corretamente antes de vir aqui defecar pelos dedos.

  3. Biden (ou mais popularmente em tradução livre, João Bidê) é passageiro… Não vai se reeleger nunca e nem sei se sobrevive ate o final deste mandato… Logo Trump volta e, finalmente a Direita começará a resgatar o que sobrou de mundo na mão destes esquerdopatas.

  4. BOLSONARO!!!
    NOVAMENTE VOCE TEM RAZÃO!!!!
    VOCE É COMPETENTE E HONESTO COISA QUE NESTA PAIS ESTA DIFICIL DE CUTIVAR

  5. Domingos Miranda você não passe de um pelego, que está se retorcendo de ódio por ter perdido a torneira que jorrava dinheiro, dos pagadores de impostos. É melhor Jair se acostumando e procurar uma forma honesta de se sustentar, parando de surrupiar dinheiro dos contribuintes.

    1. Bela resposta porém, sujeitos assim com claro déficit cognitivo ocasionado por profunda lavagem cerebral ou preguiça crônica não compreenderão sua resposta.

  6. É, o mundo é pequeno mesmo. Quem teve lula como presidente acreditou que não poderia ficar pior, ai apareceu a dimanta, e pipocou tudo, quase nos fazendo sentar na mandioca. Como o Brasil passou por eles e ainda é uma potência me faz acreditar cada vez mais em Deus. E aí, aparece outros dois energúmenos como presidente e vice da maior potência do mundo, fazendo uma M3rd4 atrás da outra. É por isto que eu gosto daquela máxima: homens fortes fazem períodos fáceis; períodos fáceis fazem homens fracos, e homens fracos fazem períodos difíceis. Ainda bem que temos um Pó Royal com Presidente, pois quanto mais batem no “Homi”, mais ele cresce. O Brasil Prevalece.

    1. Impoluto??? Vc tá falando mesmo do Caetano Veloso…o pedófilo que aliciou uma criança de 13 anos que ainda está com ele hoje…o padrão de impoluto pra vcs são pessoas que praticam crimes hediondos e são absolvidos pela Orcrim do STF né!

    1. Domingos Miranda, conforme-se. Acabou a mamata. Teu adestrador não vai passar do primeiro turno. Bolsonaro na cabeça. Quer ganhar dinheiro, aprenda a trabalhar.

  7. Dia 21.04, reafirmemos o nosso veio Americano de LIBERDADES AINDA QUE TARDIA, nas ruas e praças de todo o Brasil
    Carreatas e não motociatas!!!Deixem os esquerdopatas de lado.

  8. Na maior Democracia do Mundo, vemos que ainda há liberdade de opinião. Na grande mídia ainda existem órgãos de imprensa que ainda não estão manipulados.

  9. Isso mostra de que lado está a isenção e a tolerância. Biden se recusa a receber um político favorável aos Estados Unidos, e Reagan recebia um favorável à Cuba.

  10. Uma mentira repetida muitas vezes acaba sendo desmascarada. Bolsonaro está certíssimo. Devemos caminhar ao lado dos EUA. O Biden é apenas uma figura folclórica.

  11. Off topic: Leio que a ‘Revista Crusoé’ virou CrusoERA…
    Na verdade, depois do surgimento da Revista Oeste, acabou pros AntagoLIXOS.
    Godd bye. Better luck next time…

  12. Biden é tão burro, mas tão idiota, que não percebe que só tem a perder. E a perder muito! Até como defesa estratégica no caso de um conflito maior, pois até o Pentágono sabe que o Brasil é zona de retaguarda dos EUA e perder isso para a China ou para a Rússia poderia significar o fim definitivo dos EUA.

  13. BIDEN você é um lixo! Assim como a maioria dos ministros do STF.
    Só que aqui irá ter um um Tribunal Militar que irá cassas esses comunistas aqui. Mas aí não irá demorar muito não. Você internacionalmente nem tem credibilidade alguma! Igual os daqui.

  14. Espero que a jornalista não seja uma única voz a clamar no deserto contra as mensagens mentirosas da imprensa internacional sobre o Brasil e só governo do presidente Bolsonaro.

  15. Verdade seja dita: Eles precisam mais de nós do que nós deles. Mesmo para armamento. Ou aviões. Foguetes. Satélites. Somos auto suficientes. Gostamos de cooperação internacional, pois, isso traz políticas de boa vizinhança. Troca de valores e evolução mútua.

  16. Aos poucos a imprensa estrangeira que nesses últimos anos foi abastecida por tantas inverdades sobre o Brasil e sobre nosso presidente, vai enxergando com seus próprios olhos a verdadeira realidade.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.