Amazon censura livro crítico à ideologia transgênero

Em artigo publicado na Edição 52 da Revista Oeste, Tim Black explica o autoritarismo da companhia norte-americana
-Publicidade-
A Amazon passou de vendedora a queimadora de livros
A Amazon passou de vendedora a queimadora de livros | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

When Harry Became Sally: Responding to the Transgender Moment foi publicado em 2018. Nele, o autor Ryan T. Anderson, membro da conservadora Heritage Foundation, voltou sua mira para o pensamento transgênero e incluiu histórias sobre pessoas que se arrependeram da transição.

O livro é crítico. Claro que é. Ele foi escrito de uma perspectiva explicitamente conservadora do ponto de vista social. Mas não é uma diatribe. É uma argumentação bem pensada e elogiada, entre outros, por um ex-chefe do departamento de psiquiatria do Hospital Johns Hopkins, um professor de psicologia da Universidade de Nova York, uma professora de ética médica da Faculdade de Medicina da Universidade Columbia, uma professora da Faculdade de Direito da Harvard e um professor de filosofia do direito da Oxford. E, apesar de sua contribuição, valorizada por membros da academia, para um debate muito necessário, a Amazon achou boa ideia removê-lo de suas prateleiras.”

-Publicidade-

Os parágrafos descritos acima fazem parte do artigo de Tim Black, publicado na Edição 52 da Revista Oeste, que foi ao ar na sexta-feira 19.

Revista Oeste

A Edição 52 da Revista Oeste vai além da coluna de Tim Black sobre a censura da Amazon a ideias divergentes. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de J. R. Guzzo, Augusto Nunes, Guilherme Fiuza, Ana Paula Henkel, Rodrigo Constantino e Dagomir Marquezi.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.