-Publicidade-

Após confinamento, países europeus retomam atividades

Após meses fechados por causa da pandemia do coronavírus que atingiu com força todo o globo, os principais pontos turísticos mundiais começaram a reabrir
Foto: S. Hermann & F. Richter/Pixabay
Foto: S. Hermann & F. Richter/Pixabay | pandemia - pontos - turísticos - reabrir

Museus, palácios e locais históricos voltam a receber visitantes, ainda que com medidas rígidas para garantir a segurança dos turistas

pandemia - pontos - turísticos - reabrir
Foto: S. Hermann & F. Richter/Pixabay

Enquanto cidades brasileiras discutem a possibilidade de “lockdown” e muitas não definiram sequer uma estratégia para sair do confinamento, países europeus que sofreram muito com a pandemia de coronavírus já iniciaram a retomada das atividades.

A Itália conduz a reabertura do país de forma cautelosa desde 4 de maio. A Confederação de Comerciantes da Itália (Confcommercio) anunciou em 19 de maio que 90% do comércio não essencial reabriu as portas no dia em que o governo liberou o retorno às atividades. Todos os aeroportos da Itália foram autorizados a reabrir ontem, 3 de junho.

Já na terceira fase do processo de reabertura após a pandemia do coronavírus, o governo de Portugal anunciou que os restaurantes do país retomaram suas atividades no último dia 18.

A França começou a flexibilizar as medidas de confinamento em 11 de maio. Desde então, por meio de medidas organizadas por regiões “verdes” ou “vermelhas”, a população já pode sair de casa, lojas “não essenciais” foram reabertas, além de escolas e de cerimônias religiosas.

Na Alemanha, todo o comércio foi autorizado a voltar ao funcionamento no dia 11 de maio. O Campeonato Alemão de Futebol, a Bundesliga, retornou no dia 16 de maio, embora ainda sem a presença de torcida.

Todos esses países têm no turismo uma importante fonte de renda. Após meses fechados por causa da pandemia do coronavírus, os principais pontos turísticos mundiais também começaram a reabrir as portas para os turistas.

Veja também: “Europa tenta recuperação do turismo com início da flexibilização do isolamento

A reabertura das atrações é feita com a adoção de regras rígidas, como evitar aglomerações, a obrigatoriedade do uso de máscaras e do distanciamento social.

Oeste selecionou alguns desses locais já reabertos ou com a data de reabertura anunciada.

Itália – Coliseu

Itália -Coliseu - Reabertura
O Coliseu no dia da sua reabertura | Foto: @gonsanchezm/Twitter

Um dos principais pontos turísticos de Roma, a capital da Itália, o Coliseu foi reaberto em 1° de junho. O anfiteatro foi construído nos reinados dos imperadores Vespasiano e Tito, entre os anos 68 e 79.

Museus do Vaticano

https://www.instagram.com/p/CA5Sh1plAaB/

Os museus localizados dentro do Estado do Vaticano, a sede da Igreja Católica, contêm um acervo que abrange de antiguidades egípcias e romanas a obras-primas de grandes mestres do Renascimento, como Michelangelo, que pintou o teto da Capela Sistina. A reabertura aconteceu em 1° de junho.

Grécia – Acrópole

https://twitter.com/imlavin/status/1263217635438792708

Formada pelas ruínas de um antigo templo grego para a deusa Atena, a Acrópole — uma das principais atrações turísticas de Atenas, a capital da Grécia — está reaberta desde 18 de maio.

França – Museu do Louvre

Um dos principais pontos turísticos da França, o Louvre está fechado desde 14 de março. Seus jardins já estão abertos para os turistas, mas visitar o museu só será possível em 6 de julho.

França – Palácio de Versalhes

https://www.instagram.com/p/CAxtBOuq-sJ/

Construído pelo rei Luís XIV em 1644, o Palácio de Versalhes foi residência dos reis da França até a revolução. É um museu histórico desde 1837. Localizado na cidade de Versalhes, no subúrbio de Paris, o palácio também será reaberto em 6 de julho.

Alemanha – Castelo de Neuschwanstein

Castelo alemão dos “contos de fadas”, construído pelo rei rei bávaro Ludwig II entre 1869 e 1886 e que serviu de inspiração para os castelos dos filmes de Walt Disney, Neuschwanstein voltou a receber os turistas em 2 de junho.

Holanda – Museu Van Gogh

https://www.instagram.com/p/CA3kTAtnaJG/

Localizado muito próximo ao Rijksmuseum em Amsterdã, o Museu Van Gogh possui a maior coleção  mundial de obras do artista holandês do século 19. Seu acervo compõe a atração turística mais visitada da Holanda e a instituição está reaberta desde 1° de junho.

Portugal – Torre de Belém

Torre de Belém - Lisboa - Portugal
Foto: @plotnikovalight/Twitter

Um dos pontos turísticos mais visitados da capital portuguesa e um dos resquícios das Grandes Navegações, a Torre de Belém reabriu para o turismo no último dia 18 de maio.

Portugal – Mosteiro dos Jerônimos

Mosteiro dos Jerônimos - Lisboa - Portugal
O Mosteiro dos Jerônimos | Foto: @wbeyersdorf/Twitter

Também localizado em Lisboa e considerado um símbolo de Portugal e uma das principais obras do “estilo manuelino”, desenvolvido durante os séculos XV e XVI. Foi reaberto no dia 18 de maio.

Espanha – Museu do Prado

Fundado em 1819 e com um grande acervo de arte espanhola, o Museu do Prado possui em seu acervo obras de El Greco, Velásquez e Goya. O prédio em Madri voltará a receber turistas no dia 6 de junho.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês