Aprovação de Boric no Chile despenca para menos de 25%

Em comparação com a consulta anterior, houve queda de mais de 8 pontos porcentuais
-Publicidade-
Gabriel Boric, o presidente do Chile
Gabriel Boric, o presidente do Chile | Foto: Reprodução

A aprovação do presidente do Chile, Gabriel Boric, caiu para 24,3%, mostrou uma pesquisa divulgada no domingo 26 pelo Instituto Pulso Ciudadano. Em comparação com a consulta anterior, realizada na primeira quinzena de junho, houve queda de mais de 8 pontos porcentuais (32,8%).

A pesquisa também avaliou as preferências dos chilenos sobre o plebiscito que aprovará ou não o projeto de nova Constituição. A votação ocorrerá em 4 de setembro. Quase 45% da população rejeitaria a proposta, se a consulta fosse realizada hoje. Outros 25% aprovariam.

Em relação às expectativas da votação que determinará o futuro da nova Constituição, pouco mais de 32% dos chilenos acreditam que o texto será aprovado, enquanto menos de 42% creem que será rejeitado.

-Publicidade-

A consulta mostrou ainda que, para os chilenos, os principais problemas do país são a criminalidade (46,5%), a inflação (pouco mais de 45%), o tráfico de drogas (menos de 20%) e a imigração (cerca de 19%).

A economia do Chile vai mal das pernas

A inflação no Chile registrou uma alta de 1,2% em maio, em comparação com o mês anterior. Em 12 meses, o índice acumulado chegou a 11,5% — o nível mais alto desde julho de 1994. Os aumentos foram liderados pela categoria de alimentos e bebidas, além dos preços das passagens de transporte. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas.

Leia também: “A última trincheira”, reportagem de Silvio Navarro publicada na Edição 118 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

13 comentários Ver comentários

  1. Todos os eleitores destes Países que votaram errado e que estão ansiosos pela volta do ex no Brasil, sabem mais que nós mesmos da importância da Reeleição de Bolsonaro, pois dependem do nosso suado dinheiro para poderem voltar a sobreviver, o BNDES foi sugado ate a alma para sustentar estes países, então se nós Brasileiros não reelegermos o Bolsonaro veremos o Brasil se afundar em dividas para sustentarmos os outros Comunistas.

  2. Estes exemplos de destruição em massa das economias dos ditos países presididos pela
    esquerda, deixa um aviso claro e transparente o que acontecerá com o Brasil, caso o
    ladrão e sua corja sejam eleitos, nós Brasileiros saiamos da nercia e da acomodação,
    ou estaremos nos mesmos barcos do socialismo comunismo destrutivo.

  3. Esse sujeitinho não vai até o final do mandato, está difícil até de completar o primeiro ano de mandato! Que Deus salve o povo chileno, eles estão aprendendo e bem rápido, o que é votar nessa esquerda doentia e criminosa!

  4. Jéca Tatu estava em seu sítio tralhando duro em sua roça, quando chegou seu vizinho Marco Munista e perguntou a ele:

    – Jéca, voce sabe como o socialismo funciona?

    E Jéca responde:

    – Não!!!

    E Marco Munista diz:

    -É muito simples! O socialismo permite que a riqueza seja distribuída igualmente de quem tem para quem nada tem. E como você tem dois burros e eu nenhum, eu vim aqui buscar meu burro já que o Brasil vai ser socialista e eu não quero criar problemas para você.

    Então, Jéca, homem simples e de paz, que nunca ia votar, de boa fé deu o burro para o Marco que saiu feliz da vida levando o animal.

    Um tempo depois, a esposa do Jéca pergunta a ele:

    – Homem, cadê o nosso segundo burro?

    E Jéca responde:

    -Ah mulher, é o socialismo que vai ter no Brasil! E no socialismo devemos dividir o que temos com quem nada tem. E como nosso vizinho Marco não tinha…

    Imediatamente a esposa de Jeca diz:

    -Então, homem, corre lá no sitio do Marco e pede sua vaca, afinal ele tem duas e nós não temos nenhuma.

    E lá se foi Jeca, correndo feliz da vida até o sítio de Marco. La chegando, encontrou Marco deitado em uma rede cochilando e disse:

    -Marco, vizinho, olha só, vim buscar minha vaca, porque, como voce mesmo disse no socialismo devemos dividir o que temos com quem nada tem, e eu não tenho nenhuma vaca e voce tem duas, assim voce deve compartilhar sua vaca comigo, pois não tenho nenhuma.

    E Marco Munista respondeu:

    -Não, caro vizinho, o socialismo … só funciona com burros !

  5. Oras! É óbvio que esse charlatão comunista iria perder popularidade.

    Concordo com a Simone, logo abaixo: isentões tem que ir votar e deixar de mimi. Bolsonaro não é perfeito? não, não é, mas o outro, tem mais pecados, imperfeições, do que se possa imaginar.

    Se ele volta, o Brasil vira Venezuela.

  6. Vamos fazer uma conta de padaria aqui, rápido:
    Abstenções: 42%
    Votos úteis ou válidos: 100% – 42% = 58%
    Votaram neste candidato (56% dos votos úteis): 56% x 58% = 32,5%
    A aprovação caiu para 24,3%, significa então que 32,5% – 24,3% = 8,2% dos eleitores que votaram nele o desaprovam agora. Se está bom ou ruim, eu não sei. Também não sei se o raciocínio está correto.

  7. O Chile era um exemplo de democracia e prosperidade para toda a América Latina. Inexplicavelmente o povo chileno resolveu abrir mão dessas conquistas elegendo um demagogo esquerdista.
    Vão penar pela escolha.

  8. Que isso sirva de alerta para que os “isentões” do Brasil pensem antes de não ir votar ou anular o voto porque “não gosta do Bolsonaro porque ele fala palavrão “. Se o ladrão descondenado ganhar, o Brasil vai afundar igual ao Chile, Argentina…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.