Revista Oeste - Eleições 2022

Arábia Saudita apreende brinquedos e roupas com as cores do arco-íris

Ação ocorre antes da visita de Joe Biden, presidente dos EUA, ao país
-Publicidade-
Funcionário do Ministério  do Comércio saudita recolhe objetos coloridos das lojas | Foto: Reprodução/Divulgação Ministério do Comércio saudita
Funcionário do Ministério do Comércio saudita recolhe objetos coloridos das lojas | Foto: Reprodução/Divulgação Ministério do Comércio saudita

O governo da Arábia Saudita recolheu brinquedos e roupas que tinham as cores do arco-íris em lojas em Riad, capital do país. A justificativa para a apreensão é que os itens promovem a homossexualidade. A informação foi divulgada na terça-feira 14 pelo canal de notícias estatal Al Ekhbariya.

“Devemos ficar atentos aos slogans que violam as regras do islã e a moral pública”, disse um dos integrantes do Ministério do Comércio saudita na reportagem. “Isso promove a homossexualidade e visa a geração jovem.”

A Arábia Saudita adota uma das interpretações mais rígidas da Sharia, o conjunto de leis que compõem o sistema jurídico do islã, que condena e proíbe a homossexualidade. De acordo com o ministério, as cores do arco-íris simbolizam e estimulam a prática. Entre os objetos recolhidos pelo governo saudita, havia fivelas de cabelo, estojos, mochilas e pacotes de giz de cera.

-Publicidade-

Lightyear

As apreensões antecedem a visita de Joe Biden, presidente dos EUA, ao país, prevista para acontecer entre os dias 13 e 16 de julho, e ocorrem logo após a proibição da exibição do novo filme da Pixar, Lightyear, pelo governo saudita, na semana passada. A animação, que contém uma cena de beijo entre duas personagens femininas, foi banida por “violar os padrões de conteúdo de mídia do país”, informou a UAE Forsan, reguladora de mídia da Arábia Saudita, nas redes sociais, na segunda-feira 13, sem entrar em detalhes.

Visita de Biden

De acordo com a Casa Branca, a viagem do presidente Biden começará pela Cisjordânia, em Israel, onde vai se reunir com políticos palestinos. Depois, ele seguirá para Jeddah, na Arábia Saudita, para uma reunião do Conselho de Cooperação do Golfo com líderes de Egito, Iraque e Jordânia.

O governo norte-americano informou que Biden deseja discutir soluções para os altos preços da gasolina no país, que atingiram o valor médio de US$ 5 (pouco mais de R$ 25) o galão de 3,7 litros, no início do mês. Outros assuntos, tais como cooperação econômica, ameaça do Irã, direitos humanos e “comida segura”, também estarão em pauta na visita.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Os extremos: coisas com corres de arco íris de um lado e a liberação total (com pressão para que tudo LGBTQIA+ seja considerado como o verdadeiro normal) do outro… Que saudades do tempo em que se vivia no equilíbrio, ao meio, onde cada um podia curtir sua preferência entre 4 paredes sem querer doutrinar todos os demais como era hoje, fazendo assim com que se busque em alguns lugares o extremo oposto como este caso da Arábia. A esquerdalha realmente veio para destruir o mundo.

  2. País de ultra Direita sabe o que fazer com o lixo ocidental.

    Sauditas e japoneses jamais serão dominados por ideologias inúteis.

    O arco-íris sempre será um símbolo de ligação entre o divino e a matéria para esses povos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.