Argentina propõe taxar grandes fortunas

Governo garante que vai usar o imposto de modo a realizar obras, equipar a petrolífera estatal YPF para produzir e distribuir gás natural
-Publicidade-
O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: Divulgação/Alberto Fernández/ Instagram
O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: Divulgação/Alberto Fernández/ Instagram

Governo garante que vai usar o imposto de modo a realizar obras, equipar a petrolífera estatal YPF para produzir e distribuir gás natural

argentina
O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: DIVULGAÇÃO/ALBERTO FERNÁNDEZ/INSTAGRAM

O governo dos peronistas Alberto Fernández e Cristina Kirchner enviou na sexta-feira 28 um projeto de lei ao Congresso para taxar grandes fortunas. A ideia é levantar 300 bilhões de pesos (cerca de US$ 3,85 bilhões de dólares) através de um imposto extraordinário, que deve recair sobre aproximadamente 12 mil argentinos cujo patrimônio está acima de 200 milhões de pesos (US$ 2,7 milhões). A proposta foi apresentada pelo deputado Carlos Heller e pelo líder do partido governista Frente de Todos na Câmara, Máximo Kirchner, filho da vice-presidente da Argentina.

-Publicidade-

Leia também: “Presidente da Argentina enxerga ‘lado bom’ no coronavírus”

Conforme os governistas, o valor arrecadado com o imposto será usado de modo a “comprar equipamentos de saúde para enfrentar a pandemia. Vai também apoiar as pequenas e médias empresas com subsídios e créditos e desenvolver bairros populares com obras que empregam os moradores”. Além disso, o governo também informou que pretende usar o imposto para realizar obras, equipar a petrolífera estatal YPF para produzir e distribuir gás natural. Na semana passada, Alberto Fernández decidiu congelar os preços da internet, da televisão a cabo e do celular.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários Ver comentários

  1. Isso mesmo. Faça isso e vamos ver como é que fica. Para que um laboratório melhor que a Argentina para esse tipo de experiência. Faça isso mas desde que não seja aqui.

  2. Porque os esquerdopatas daquí, tão entendidos e competentes, não vão lá dar uma mãozinha prá Cristina? Amizade é amizade, não pros comunas!!

  3. Taxar grandes fortunas NUNCA funcionou em país algum. Trata-se de uma medida idiota de satisfação de ego da vagabundagem comunista: roubar de quem produz. Este será o primeiro passo para a fuga em massa de capitais da iniciativa privada, a mesma que salvaria o país (se é que ainda algum grande capital na Argentina). E depois? O que a besta comunista fará? Taxará as grande misérias? Ridículo. este é o resultado da estúpida decisão argentina de votar num bando de ladrões comunistas.

    1. Está muito acima da capacidade mental de qualquer comunista entender de uma vez por todas que o capitalismo é o melhor modelo que existe, pois ele produz a riqueza que precisa ser consumida para gerar bens e inovação, enquanto que no comunismo a riqueza, que um dia acabará por não ser produzida, é apenas explorada. Esses animais são incapazes de entender isso.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.