Associação de médicos pede cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Entidade do Japão afirma que o evento pode agravar a situação sanitária no país
-Publicidade-
A 66 dias do evento, associação pede cancelamento da Olimpíada de Tóquio, enquanto a tocha olímpica percorre o país
A 66 dias do evento, associação pede cancelamento da Olimpíada de Tóquio, enquanto a tocha olímpica percorre o país | Foto: Divulgação

Uma associação japonesa de médicos com quase 6 mil integrantes pediu nesta terça-feira, 18, o cancelamento da Olimpíada de Tóquio. Esta é mais uma entidade de classe japonesa que declara que a realização do evento pode agravar a situação sanitária do país. O Japão enfrenta, neste momento, uma quarta onda de infecções da covid-19.

Na semana passada, um sindicato de médicos que trabalham em hospitais do país julgou “impossível” organizar a Olimpíada com total segurança “no momento em que as pessoas no mundo inteiro lutam contra o novo coronavírus”.

Leia também: “Mais de 80% dos japoneses são contrários à Olimpíada de Tóquio”

-Publicidade-

De acordo com todas as pesquisas realizadas, a maior parte da população japonesa defende o adiamento ou o cancelamento dos Jogos, previstos para acontecer daqui a 66 dias, entre 23 de julho e 8 de agosto. Por sua vez, o Comitê Organizador afirma que medidas muito rígidas de combate ao novo coronavírus e a proibição de público estrangeiro vão permitir que o evento esportivo aconteça “com total segurança”.

O Comitê Organizador divulgou nesta terça-feira que recebeu 395 candidaturas de médicos do esporte e voluntários, o dobro da estimativa inicial. Em abril, ele também havia solicitado os serviços de 500 enfermeiros locais para o evento, como noticiou Oeste. A iniciativa recebeu muitas críticas no país asiático.

Covid-19 no Japão

Em comparação com outras nações, o Japão foi relativamente menos afetado pela pandemia, com 11.500 mortes registradas, mas os casos de covid-19 têm aumentado, levando o governo a ampliar, na semana passada, o estado de emergência que vigora em parte do país até 31 de maio.

O programa de vacinação no Japão também é alvo de críticas, pois pouco mais de 1% da população recebeu as duas doses do imunizante da Pfizer/BioNTech, a única vacina autorizada no país, até esta data.

Leia também: “Pfizer anuncia que vacinará atletas que participarão da Olimpíada”

Com informações do Estadão Conteúdo

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site