Aumentam casos de tortura na Venezuela

Dados constam em relatório da ONG Programa Venezuelana de Educação Ação em Direitos Humanos
-Publicidade-
O então chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, fala à imprensa brasileira depois de reunião com o então presidente Lula, em Brasília - 28/07/2010 | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O então chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, fala à imprensa brasileira depois de reunião com o então presidente Lula, em Brasília - 28/07/2010 | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em 2021, os casos de tortura na Venezuela aumentaram quase 150%. Os dados constam em relatório da ONG Programa Venezuelana de Educação Ação em Direitos Humanos (Provea), divulgado na quarta-feira 11.

O documento menciona pouco mais de 240 vítimas da prática no país governado pelo ditador Nicolás Maduro. A papelada foi apresentada pela coordenadora da Provea, Lissette González, durante uma live na ONU.

Segundo Lissette, as denúncias de maus tratos estão aumentando, “apesar do acompanhamento feito pelos órgãos de monitoramento internacional e, sobretudo, ao início da investigação do Tribunal Penal Internacional”.

-Publicidade-

Sobre execuções ilegais, a Provea informou que as forças de segurança de Maduro causaram a morte de 1,4 mil pessoas, queda de cerca de 50% na comparação com 2020, quando a ONG registrou pouco mais de 3 mil vítimas.

Para a Provea, a ditadura chavista de Nicolás Maduro quer “fingir bom comportamento” para ter elementos favoráveis que permitam “reforçar uma narrativa”. “Não é sustentável, se não há modificações estruturais na política de administração de justiça e na atuação das forças policiais”, disse Rafael Uzcátegui, coordenador geral da Provea, que participou da live.

Leia também: “Mais Médicos: jalecos escravizados”, reportagem de Edilson Salgueiro publicada na Edição 111 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Lula-lá! A esquerda deve estar receosa, pois a tortura diminuiu. Mas isso não faz daquele monstro que dita na Venezuela um reformador pela liberdade individual.

  2. O paraíso socialista, decantado em prosa e verso pela esquerda como sendo modelo ideal para o Brasil. Bom, né? Nem se menciona a fome e a miséria no artigo, que já é informação de domínio público.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.