-Publicidade-

Austrália avança contra ‘big techs’ e Google faz ameaça

Plataforma de buscas estuda bloquear serviços, caso o parlamento aprove uma legislação que exige pagamento por notícia
Empresa de tecnologia e governo travam queda de braço
Empresa de tecnologia e governo travam queda de braço | Foto: Brionv/Flickr

Contra uma iniciativa do governo que obriga gigantes de tecnologia a pagarem por notícias, o Google ameaçou bloquear o acesso de usuários australianos ao seu serviço de busca. Caso a lei seja aprovada, a empresa que controla a plataforma será obrigada a compensar os meios de comunicação do país por divulgarem suas notícias, desde a News Corp, de Rupert Murdoch, até as emissoras públicas ABC e SBS — também o Facebook seria atingido. No entanto, ficaram de fora das regras mídias como o YouTube e o Instagram.

O diretor do Google na Austrália, Mel Silva, declarou que a aprovação da medida seria “o pior cenário”. “Não nos daria escolha real a não ser parar de disponibilizar o Google Search na Austrália”, disse Silva, a um comitê do Senado, em Camberra, nesta sexta-feira, 22. Por outro lado, o primeiro-ministro Scott Morrison garantiu que não vai se intimidar: “A Austrália faz as regras para as coisas que você pode fazer na Austrália. Pessoas que querem trabalhar com isso são muito bem-vindas, mas não respondemos a ameaças”.

À mídia estrangeira, o diretor do Centro de Tecnologia Responsável do Instituto da Austrália, Peter Lewis, criticou o Google: “O testemunho do Google é parte de um padrão de comportamento ameaçador que é assustador para quem valoriza nossa democracia”. O Facebook emitiu uma nota informando que a legislação é “inviável”. Entre outros pontos, o projeto que tramita no parlamento estabelece que o Google e o Facebook serão obrigados a entregar informações sobre as buscas dos usuários às empresas jornalísticas.

Leia também: “14 questões sobre o poder das Big Techs”, reportagem publicada na edição 43 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

  1. O google pensa que e dona da internet coisa que nao e e tem mais a mais de dois anos eu so uso o buscador duckduckgo.com que e ate mais seguro uma privacidade que a gogle nao tem ah ja fiz pesquisa que no google nao encontrei mais no duckduckgo encontrei facil

    1. não conhecia esse site de busca. Vou experimentar. Ate porque essas grandes empresas Teck estão, unilateralmente, ameaçando a liberdade de expressão no mundo!

  2. A Austrália quer mesmo censurar a informação em seu solo, pois assim elimina a discussão dos temas centrais nas plataformas sociais, qualquer print se torna ilegal.
    O totalitarismo 21 veio mesmo para ficar.

  3. É perfeitamente possível viver online sem google ou qualquer um de seus produtos. Qualquer um. Mas a massa manobrada globocêntrica com qi de ameba, insiste.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês