Apesar dos números, Biden diz que EUA não está em recessão

Segundo dados divulgados no fim de julho, PIB dos EUA caiu 0,9% no segundo trimestre de 2022 em relação ao mesmo período do ano passado
-Publicidade-
Joe Biden, presidente dos Estados Unidos
Joe Biden, presidente dos Estados Unidos | Foto: divulgação/Flickr

Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, sugeriu na última quinta-feira 28, que a economia dos EUA não está em recessão. Os dados do Departamento de Comércio do país, no entanto, mostram o contrário.

“O que estamos passando não soa como uma recessão para mim”, disse Biden em entrevista coletiva na Casa Branca.

Segundo dados divulgados pelo Departamento de Comércio no fim de julho deste ano, o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA caiu 0,9% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a março deste ano, o PIB contraiu 1,6%. Com isso, o país entra na chamada recessão técnica — quando há dois trimestres consecutivos negativos. 

-Publicidade-

Os EUA, entrentanto, não usam essa definição. O país usa como base a análise de um grupo de pesquisadores, que faz uma pesquisa mais ampla para caracterizar um cenário de recessão. A avaliação oficial é feita pelo Escritório Nacional de Pesquisas Econômicas. Ainda assim, essa queda consecutiva em dois trimestres é vista como um forte indicativo pelo mercado.

O presidente norte-americano já havia mostrado otimismo em relação ao cenário econômico dos Estados Unidos. Na segunda-feira 25, por exemplo, Biden afirmou que a economia do país não iria sofrer grandes retrações neste ano.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Onde estão aqueles q metiam a vara no Trump, inclusive os da nossa imprensa tradicional quando diziam q Trump era o inferno e Biden o retorno dos EUA ao cenário mundial? Diante desse desastre, nada comentam agora, pois estão concentrados em reproduzir o mesmo desastre no Brasil. O q EUA, Argentina, Venezuela, Chile e tantos outros tem em comum é uma esquerda preparada a fazer tudo errado economicamente levando seus países à bancarrota.

  2. Se os norte-americanos não reagirem esse Biden vai jogar o gigante no chão. Pra começar, o processo eleitoral que o elegeu foi mais furado do que queijo suíço.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.