-Publicidade-

Bill Gates define TikTok como ‘cálice envenenado’

Fundador da Microsoft fala da rede social chinesa
O empresário Bill Gates | Foto: TED/DIVULGAÇÃO
O empresário Bill Gates | Foto: TED/DIVULGAÇÃO | bill gates - microsoft - tiktok

Fundador da Microsoft fala da rede social chinesa

bill gates - microsoft - tiktok
O empresário Bill Gates | Foto: TED/DIVULGAÇÃO

Em meio ao noticiário sobre a Microsoft negociar a compra do TikTok nos Estados Unidos, o fundador da empresa de tecnologia comenta o “ativo” por trás da rede social de origem chinesa. Em entrevista ao site da revista Wired, Bill Gates disse que a plataforma de vídeos curtos pode ser comparada a um “cálice envenenado” e que “ser grande no negócio de mídia social não é um jogo simples”.

Leia mais: “Por TikTok, China acusa Trump de repressão política”

Quando perguntado sobre a postura do presidente americano Donald Trump em exigir a compra do Tiktok por uma empresa americana, e, em seguida, insinuar que o governo americano deve receber uma parte da negociação, Gates respondeu: “Concordo que o princípio conforme o qual isso está ocorrendo é um pouco estranho. A questão de [Trump exigir um] uma parte, isso é duplamente estranho.” Gates ainda mencionou a decisão anunciada por Trump em proibir a rede social da China.

“De qualquer forma, a Microsoft terá que lidar com tudo isso”, complementou o empresário sobre a negociação para aquisição do TikTok. Caso Trump leve a sua ideia adiante, o TikTok será proibido nos Estados Unidos a partir deste mês. Para permanecer no país, será preciso que a operação local seja vendida.

Fundador e por muito tempo principal liderança da Microsoft, o bilionário norte-americano está afastado do conselho de diretores da companhia desde março. Mesmo assim, ele segue como o segundo homem mais rico do mundo, conforme dados da Bloomberg.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês