-Publicidade-

Bolsonaro manda ao Congresso acordo de defesa firmado com Trump

Entre outros benefícios, o Brasil poderá ter acesso a um fundo do governo americano de quase U$ 100 bilhões (R$ 537 bilhões)
O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente Jair Bolsonaro em evento na Casa Branca | Foto: ALAN SANTOS/AGÊNCIA BRASIL
O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente Jair Bolsonaro em evento na Casa Branca | Foto: ALAN SANTOS/AGÊNCIA BRASIL | O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente Jair Bolsonaro em evento na Casa Branca | Foto: ALAN SANTOS/AGÊNCIA BRASIL

Entre outros benefícios, o Brasil poderá ter acesso a um fundo do governo americano de quase U$ 100 bilhões (R$ 537 bilhões)

bolsonaro
O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente Jair Bolsonaro em evento na Casa Branca
Foto: ALAN SANTOS/AGÊNCIA BRASIL

O presidente Jair Bolsonaro enviará ao Congresso Nacional nesta sexta-feira, 14, o Acordo de Pesquisa, Desenvolvimento, Teste e Avaliação (RDT&E), assinado com os Estados Unidos, em março deste ano. O documento simboliza a etapa seguinte à designação do Brasil como aliado preferencial extra-Otan, o que foi feito pelo governo Trump em 2019. Assim sendo, a proposta é ampliar o mercado de defesa americano para maior cooperação com o Brasil. Contudo, ainda precisa da aprovação dos parlamentares.

Quer saber mais sobre política externa? Leia a entrevista exclusiva com o chanceler Ernesto Araújo publicada na edição n° 18 de Oeste

“Ao facilitar o financiamento de pesquisa e desenvolvimento no campo militar, o RDT&E contribuirá para o estabelecimento de um novo patamar. E também para o relacionamento entre as Forças Armadas dos dois países”, informou na quinta-feira 13, em nota, a Secretaria Geral da Presidência. Dessa forma, a parceria firmada possibilitará ao Brasil e aos EUA desenvolverem projetos conjuntos na área de defesa. Além disso, a partir do ato, o Brasil poderá ter acesso a um fundo do governo americano de quase U$ 100 bilhões (R$ 537 bilhões).

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. Esperamos que seja aprovado. O Brasil precisa estreitar laços com quem também defende a liberdade de seus povos. A esquerda vai gritar muito e tentar atrapalhar. Já se fosse com Russia, China, Venezuela, Coreia do Norte ou Cuba, eles estaria batendo Palmas. Bom, mas isso é apenas conjectura, pois é impossível neste governo. Viva o nosso Brasil. Quem pensa que Bolsonaro é bobo, está sendo bobo.

    1. Muito bom. Penso que o congresso, através da esquerda e da turma de maia, tentará dificultar. Só palpite. MS seria muito bom.oqra o Brasil. Nossa afinidade com o gigante do Norte é grande. Os EUA são nossos aliados. Trump merece permanecer a frente da grande nação para continuarmos juntos na defesa de valores que nos são caros.

  2. Mais uma grande jogada do Mito. País tem que se aliar cada vez mais aos Estados Unidos, para garantir nossa defesa contra qualquer gracinha de outro país.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês