-Publicidade-

Sinal de um país autoritário

Bruno Garschagen analisa situação da Turquia
Foto: REPRODUÇÃO/GOOGLE
Foto: REPRODUÇÃO/GOOGLE | Bruno Garschagen - santa sofia - turquia

Bruno Garschagen analisa a situação da Turquia

Bruno Garschagen - santa sofia - turquia
Foto: REPRODUÇÃO/GOOGLE

Uma atitude que vai além de questões religiosas. É dessa forma que Bruno Garschagen define o que ocorre na Turquia. Em sua coluna publicada na edição desta semana da Revista Oeste, ele versa sobre a “reconversão” da Santa Sofia em mesquita.

Leia mais: “Inquérito anticonstitucional pauta a Corte brasileira”

Infelizmente, de acordo com o colunista, o caso não simboliza o respeito à fé muçulmana. Demonstra, conforme pontua no decorrer do artigo, um país que caminha para o autoritarismo. Um local que passa a ser “islamizado, autoritário e hostil ao Ocidente”.

“Presidente eleito pela primeira vez em 2014, a tentativa de golpe que sofreu em 2016 tem servido como justificativa para [Recep Tayyip] Erdogan concentrar mais poderes, violar liberdades, calar a imprensa, prender opositores, dissuadir qualquer oposição, governar o país com mão de ferro e restituir o Islã na política”, afirma o colunista da Revista Oeste em trecho que cita o atual mandatário turco.

Mas o artigo não se resume a críticas a Erdogan. No texto, Garschagen apresenta exemplos de como uma nação pode, em pleno século 21, violar liberdades e deixar de ser laico. Por isso, afirma que estamos diante d’O Estado Islâmico da Turquia.

https://revistaoeste.com/o-estado-islamico-da-turquia/

Revista Oeste

Esse texto de Bruno Garschagen pode ser lido na 19ª edição da Revista Oeste, publicação digital 100% financiada pelos leitores. Fazem parte de seu time de colunistas profissionais como Ana Paula Henkel, Augusto Nunes, Guilherme Fiuza e J. R. Guzzo.

A assinatura anual da Revista Oeste está disponível com 10% de desconto.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês