Caso Odebrecht: México pede à Espanha extradição de ex-executivo da Pemex

O México pediu à Espanha que extradite Emilio Lozoya, ex-diretor da estatal de petróleo Pemex, envolvido no esquema internacional de corrupção encabeçado pela construtora brasileira Odebrecht. Segundo o Ministério das Relações mexicano, o pedido foi feito nesta terça-feira, 24.
-Publicidade-

Ele é acusado de ter recebido propina que teria sido repassada para a eleição do ex-presidente mexicano Enrique Peña Nieto

O México pediu à Espanha que extradite Emilio Lozoya, ex-diretor da estatal de petróleo Pemex envolvido no esquema internacional de corrupção encabeçado pela construtora brasileira Odebrecht.

-Publicidade-

Segundo o Ministério das Relações mexicano, o pedido foi feito nesta terça-feira, 24.

Lozoya é acusado de, entre outras irregularidades, ter recebido suborno da Odebrecht, que teria sido repassado à campanha presidencial de Enrique Peña Nieto, que governou o país entre 2012 e 2018.

O ex-diretor da Pemex foi preso em fevereiro passado na cidade espanhola de Málaga, na primeira prisão de um funcionário mexicano de alto nível envolvido no escândalo.

Segundo a agência France-Presse, versões jornalísticas indicam que o renomado advogado espanhol Baltasar Garzón, que foi internado na terça-feira, 23, por apresentar sintomas do novo coronavírus, ficará encarregado da defesa do ex-funcionário, o que ainda não foi oficializado.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.