Chefe das Forças Armadas do Peru renuncia ao cargo

Demissão ocorre a três dias da posse do presidente eleito de esquerda, Pedro Castillo
-Publicidade-
O presidente eleito do Peru, Pedro Castillo | Foto: Prachatai/Flickr
O presidente eleito do Peru, Pedro Castillo | Foto: Prachatai/Flickr

O general e chefe do Comando Conjunto das Forças Armadas, César Astudillo, renunciou ao cargo a três dias da posse do presidente eleito do país, Pedro Castillo. Ao entregar sua demissão no domingo 25, o militar alegou “motivos pessoais”. As diferenças são ideológicas, visto que o novo chefe do Executivo é de esquerda, segundo o jornal La República.

Conforme noticiou Oeste, depois de uma eleição com suspeitas de fraude, o resultado da disputa pelo cargo de presidente do Peru foi anunciado em 19 de julho. Pedro Castillo, do partido de extrema esquerda Peru Livre, se elegeu com 50,12% dos votos, contra 49,87% de Keiko Fujimori, da legenda de direita Força Popular. A votação ocorreu em 6 de junho.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. Meus respeitos a esse general que tem brios, renunciou para não ter que prestar continência para esse índio fantasiado de capiau e o pior de tudo isso é ainda comunista. Quando me lembro desses nossos generais pusilânimes, prestando continência para aquela vagabunda comunista que foi defenestrada e que foi eleita por essa malta de vagabundos deste país, me enche de vergonha só de ver a cena.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro