China ameaça boicotar fabricantes de celulares

Caso a União Europeia decida banir a Huwaei, o Partido Comunista garante que vai punir a Nokia e a Ericsson
-Publicidade-
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS | O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS

Caso a União Europeia decida banir a Huwaei, o Partido Comunista garante que vai punir a Nokia e a Ericsson

china
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS

O Partido Comunista da China mandou avisar: vai punir as fabricantes de equipamentos de telecomunicações Nokia e Ericsson. Contudo, isso deve ocorrer caso a União Europeia (UE) proíba, como fez o Reino Unido, o uso de tecnologia Huawei em redes 5G. É o que informou ontem o Wall Street Journal. Na semana passada, os britânicos determinaram às operadoras que não comprem equipamentos da estatal chinesa. Além disso, que removam das redes até 2027 todos os componentes existentes fabricados pela concorrente.

-Publicidade-

Leia também: China ameaça Reino Unido por banir Huawei: ‘Vão pagar um preço’

Em síntese, A Ericsson, da Suécia, e a Nokia, da Finlândia, estão entre os beneficiários imediatos da campanha liderada pelos EUA contra a Huawei. Assim sendo, a China está procurando mecanismos que possam impedir essas duas empresas de enviar produtos fabricados na China para outros países. Por enquanto, a UE não recomendou a proibição da Huawei, porém publicou normas de segurança que os estados-membros têm de aplicar ao usar fornecedores considerados de alto risco na construção de redes 5G.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.