China fecha o cerco contra as ‘big techs’

Xi Jinping pretende intensificar a ‘supervisão’ sobre os gigantes da tecnologia
-Publicidade-
Líder do Partido Comunista Chinês, Xi Jinping quer controlar empresas de tecnologia
Líder do Partido Comunista Chinês, Xi Jinping quer controlar empresas de tecnologia | Foto: Reprodução/Flickr

O líder da ditadura chinesa, Xi Jinping, ordenou nesta semana que os órgãos reguladores do país intensifiquem a “supervisão” sobre os gigantes da tecnologia na internet. De acordo com a Bloomberg, as informações foram publicadas pela emissora estatal CCTV. Em reunião com o principal comitê financeiro do Partido Comunista Chinês, Xi Jinping advertiu que as empresas de “plataforma”, como são chamadas as big techs por lá, devem ser regulamentadas. Apesar de o regime chinês não citar nomes durante a conferência, bloqueios foram realizados após a nova ordem. Nesta terça-feira, 16, o aplicativo de mensagens criptografadas Signal se tornou inacessível no país. Segundo o jornal Wall Street Journal, a China também pediu ao gigante do comércio on-line Alibaba que venda seus ativos no setor de mídia, preocupado com a influência exercida pelo grupo fundado por Jack Ma. O navegador do Alibaba, chamado de UC Browser, também foi excluído de lojas de aplicativos Android do país, apesar de ainda estar disponível nas da Apple. Este movimento ocorreu após o app ser criticado no programa anual de direitos do consumidor da televisão estatal chinesa por incluir anúncios médicos de empresas não qualificadas, disse a agência Reuters.

Leia também: “Economia chinesa cresce no primeiro bimestre”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.