China impõe sanções para asfixiar economia australiana

Vinho entrou na mira dos comunistas
-Publicidade-
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS | O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS

Vinho entrou na mira dos comunistas

china impõe sanções para
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: Divulgação/Creative Commons
-Publicidade-

Na sexta-feira 27, o Partido Comunista da China impôs sanções, na forma de tributos de importação de 212%, ao vinho australiano para retaliar o governo do primeiro-ministro Scott Morisson. Os chineses sustentam que empresas do setor estariam praticando dumping (prática de mercado em que companhias vendem produtos por preços muito abaixo do valor justo). E, dessa forma, a indústria chinesa atuante nessa área teria sido prejudicada.

Contudo, o governo comunista não mostrou evidências da suposta deslealdade às regras de mercado cometida pelo país, garante a gestão de Scott Morisson. “É um golpe devastador para as empresas que negociam com a China na indústria do vinho”, declarou o ministro australiano do Comércio, Simon Birmingham, em uma entrevista coletiva. “A medida é injustificada e sem evidências”, acrescentou o político.

Em março deste ano, o primeiro-ministro Scott Morisson defendeu publicamente a ideia de que nações democráticas investiguem se os chineses instrumentalizaram o novo coronavírus para ganhar dinheiro. Desde então, os comunistas têm atacado setores estratégicos da economia australiana. A lista de produtos com sanções inclui cevada, carne bovina, carvão, cobre, algodão, lagostas, açúcar, madeira, trigo e lã.

Leia também: “Chegou a hora de enfrentar a China — e a Rússia”, artigo de Bruno Garschagen publicado na edição n° 18 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

16 comentários

  1. Quando o mundo capitalista viu a oportunidade de fazer produtos com mão de obra escrava na China e acharam que seria eterno, ledo engano, criaram um monstro e agora não tem mais jeito.

  2. É preciso fugir do dragão a qualquer custo!
    Chineses são desonestos, sempre tem, segundo suas inspeções sanitárias, soja transgênica e/ou carne contaminada dentre os produtos oriundos do Brasil. No entanto, jamais se viu imagens dos produtos sendo descartados pelo Governo chinês.
    Além da manobra promover a mitigação no valor do produto brasileiro, os lotes “contaminados” ficam como bônus para os chineses.
    A hora da ruptura chegou!

    1. Esse pensamento é doentio. A sua frase inicial estampa o preconceito. “Chineses são desonestos” equivale a “Brasileiros são preguiçosos”. Se eu fosse generalizar os Australianos usando como referência aqueles com que interagi na área de engenharia, teria com certeza afirmações similares e com certeza injustas, como sempre são as generalizações.

      1. Desonesto é pouco para descrever as práticas operadas pelo governo chinês!
        O documentário American Factory , dos Obama, ilustra bem o que significará para o mundo o domínio chinês!
        E olhe que visão esquerdista dos Obama ameniza um pouco a realidade!

      2. 50 centavos foram depositados em sua conta

  3. A China é o que sempre foi, faz parte de sua cultura, o domínio de novos territórios, sejam lá por que armas forem, a História está repleta disso.

    Se por um lado mantêm seu povo escravo ao serviço dos seus mais influentes membros, isso é em essência a razão e consequência do comunismo, de tê-lo reduzido em mais de 200 milhões de cidadãos, segundo estimativas a vista do Grande Salto em Frente e da Revolução Cultural, por outro lado, possibilitou a salvação de tantos outros que estariam fadados à morte, caso não abrisse espaço para o Capitalismo; o que foi se consolidando desde Nixon!

    Graças ao Capitalismo que muitos chineses obtiveram trabalho, mesmo em situações de escravidão, mas que continuaram vivos, o que também levou a China a ser a potência que é na área econômica, entretanto, o que não altera em nada sua vocação para dominar, dominar cruelmente e impiedosamente outros territórios. Tanto é que escraviza, maltrata, prende e mata cidadãos de seu próprio povo não alinhados com o seu comunismo.

  4. Parece piada, ….. a maior ditadura do mundo, protecionista, que pratica capitalismo selvagem, que não tem respeito pelos direitos humanos, fazendo de conta que é justa e que respeita as regras do mercado, ……. até parece que não copia nada, não pratica realmente dumping, respeita direitos autorais em geral, e tem um sistema tributário equivalente ao ocidente, ……. é realmente ridículo e infantil, …..mas o mundo ia ter mesmo que se confrontar com essa aberração…..

    1. O “Lucro acima de tudo”. Eis o resultado. Todo o ocidente vai comer nas mãos dos comedores de morcego. Queria que estatizassem todas as grandes multinacionais que estão instaladas lá, utilizando mão de barata. Esses CEOs de m… só pensam naquilo. A partir de agora vamos vivenciar na carne, literalmente, o doce sabor da “democracia” chinesa. Até um pijama Hering, que comprei pra meu filho, é feito na China. UMA VERGONHA!!!!

  5. Lendo a matéria fico com temor do futuro do nosso pais, sabemos que precisamos da China para as exportações, mas eles precisam muito mais de nós para alimentar o seu povo, e de nosso minério para sua indústria, porém, existem muitas coincidências entre Brasil e Austrália quando se fala em China. O Governo Chinês vem comprando dos Australianos assim como no Brasil, parte das empresas geradoras de energia, vem adquirindo à anos as concessões de portos, e sua infraestrura rodoviária e ferroviária, além da total dependência na exportação dos produtos como carne e minério. Como vemos na Austrália, os chineses tem o poder hoje de comprometer a economia de um pais, exigindo que obedeçam as suas “determinações” sob pena de asfixia econômica. Fico pensando, se der certo a teoria dos “extremos” nas eleições de 2022, e um dos ditos pacificadores como Moro, Dória, Luciano Huck, ou qualquer outro salvador da pátria, ligado ao PSDB e seus partidos satélites vencerem as eleições, como vimos agora em 2020, o Brasil será entregue de vez, e se curvará as exigência do pais comunistas.

  6. China tem muito força e não é uma nação democrática. É uma ditadura com interesses expansionistas. Os países democráticos tem que se organizar e não podem ficar dependentes da china, sob pena de perderem sua soberania.

  7. Ótimo artigo!
    Quem acompanha esse assunto sabe que é isto que a China fará para tentar calar todos os países que levantarem essa questão do Covid-19. O que ela está fazendo com a Austrália é só o começo. Mas a China tem um calcanhar de Aquiles: tem um sérios problemas de segurança alimentar e depende muito de países fornecedores de produtos agropecuários. Vai forçar a barra para não expor essa fragilidade, em nível mundial.

  8. Vovó já ensinava: – Meu filho, nunca coloque todos os ovos em uma só cesta! O país que coloca a maior parte de sua economia nas mãos de um único “cliente” com toda certeza aprenderá a lição da Vovó!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site