China pediu que OMS adiasse alerta de pandemia, afirma inteligência alemã

O BND estima que, caso a informação não tivesse sido adiada, o mundo teria começado a combater o coronavírus com 4 a 6 semanas de antecedência.
-Publicidade-
Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça
Foto: Yann Forget/Wikimedia
Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça Foto: Yann Forget/Wikimedia | Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça

A Organização Mundial da Saúde teria atendido a um pedido do presidente Xi Jiping

Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça
Sede da Organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça
Foto: Yann Forget/Wikimedia

A China teria pressionado para que a Organização Mundial da Saúde (OMS) adiasse o anúncio de pandemia do coronavírus, de acordo com o Serviço Federal de Inteligência da Alemanha (BND).

-Publicidade-

Conforme publicado na revista alemã Der Spiegel, o serviço de inteligência da Alemanha descobriu que em 21 de janeiro o presidente da China, Xi Jiping, telefonou para o secretário-geral da OMS, Tedros Adhanom, e lhe pediu que não tornasse público o perigo de uma transmissão de humano para humano e que adiasse o anúncio de pandemia.

O BND estima que, caso a informação não houvesse sido adiada, o mundo teria começado a combater o coronavírus com quatro a seis semanas de antecedência. Isso poderia ter salvado milhares de vida.

A revista afirma que o BND compartilhou a informação na semana passada com um grupo chamado Five Eyes, que reúne os serviços de inteligência dos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

A Organização Mundial da Saúde negou a informação publicada pela Der Spiegel de que teria ocorrido uma conversa telefônica entre Tedros e Xi em 21 de janeiro e afirmou que ambos nunca falaram ao telefone sobre a pandemia.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. “Nunca falaram ao telefone..” E por email? E por telegrama? E por pombo correio? E por mensagem na garrafa? Falaram ou não falaram sobre o assunto?

    1. Claro que os 2 não falaram diretamente, pois o Chinês não Daka inglês e o presidente da OMS não fala mandarim, mas os assessores falaram com certeza !!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.