China reabre parte da Grande Muralha

Para entrar no local, é necessário comprovar quarentena Badaling, o setor mais popular da Grande Muralha da China, foi reaberto parcialmente ao público nesta terça-feira 24, após permanecer fechado por…
-Publicidade-

Para entrar no local, é necessário comprovar quarentena

-Publicidade-

Badaling, o setor mais popular da Grande Muralha da China, foi reaberto parcialmente ao público nesta terça-feira 24, após permanecer fechado por dois meses por causa da pandemia de coronavírus.

No primeiro dia de reabertura, cerca de mil pessoas visitaram o local, em contraste com as mais de 60 mil que costumavam passar por ali diariamente.

Por enquanto, apenas menos de 20 mil pessoas podem passear pela Muralha, pois, para visitar a região, é preciso apresentar um documento emitido pelo governo ou um QR code que prova que o interessado esteve em Pequim nas duas últimas semanas,  informa o site da Exame.

O sistema foi implantado para que apenas pessoas que tenham cumprido pelo menos 14 dias de quarentena consigam entrar no local.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.