Clínicas dos EUA prometem cirurgia de ‘anulação de gênero’

O público-alvo é o indivíduo que se sente não binário
-Publicidade-
A insatisfação de certos grupos extrapola o sexo e chega, também, à linguagem
A insatisfação de certos grupos extrapola o sexo e chega, também, à linguagem | Foto: Divulgação/iStock

Nos Estados Unidos, clínicas estão oferecendo intervenções cirúrgicas que prometem “anular” as partes sexuais de pacientes que se identificam como “não binários”. O procedimento não é uma transição para o sexo oposto mas sim uma “anulação de gênero”, que pode ser realizada em indivíduos tanto do sexo masculino quanto do feminino. No caso dos homens, o médico extrai os testículos e o pênis; nas mulheres, além do fechamento da genitália externa, o útero é retirado. Em ambos os casos, forma-se um “canal” de modo a permitir que a pessoa urine.

Em São Francisco, na Califórnia, um consultório apresenta informações acerca do serviço: “Apesar de muitos pacientes estarem interessados em fazer a transição para a identidade masculina ou feminina, há muitos indivíduos que sentem que sua identidade de gênero não se estabelece em uma direção ou na outra”. O site adverte, porém, que o paciente precisa ter pelo menos 18 anos e cartas de dois profissionais especialistas em saúde mental. Outra clínica, com sede também na Califórnia e uma filial em São Francisco, promete a “remoção de toda a genitália exterior para criar uma transição suave do abdômen até a virilha”.

A insatisfação dos grupos “não binários” vai além do sexo. Ao promoverem a linguagem neutra, militantes de coletivos de esquerda querem uma “purificação do idioma”. Segundo os ativistas, o idioma é machista e opressor. É necessário, portanto, modificá-lo à luz da realidade, a fim de incluir novas pessoas. Contudo, a adoção de pronomes neutros para agradar a uma minoria empobrece a língua portuguesa e é sinônimo de uma crise de inteligência mundial.

-Publicidade-

Leia também: “A estupidez da linguagem neutra”, reportagem publicada na Edição 62 da Revista Oeste

Com informações do jornal Gazeta do Povo

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site