Com Argentina parada, milhares saem às ruas contra o presidente

Protestos agravaram a crise no governo
-Publicidade-
Fernández está em queda de braço com Cristina
Fernández está em queda de braço com Cristina | Foto: Reprodução/Internet

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, vive o pior momento de seu governo. A gestão está paralisada desde o resultado catastrófico das primárias legislativas, quando a oposição venceu em 18 das 24 províncias do país. O placar aumentou a tensão com a vice Cristina Kirchner. A peronista publicou ontem uma carta aberta com ataques ao aliado e pedindo uma reforma ministerial.

Para complicar, movimentos sociais historicamente ligados a Cristina saíram às ruas na quinta-feira 16 contra o chefe do Executivo. Os manifestantes foram convocados por organizações sociais de esquerda. O protestou agravou a divisão no governo. A marcha se dirigiu ao Ministério do Desenvolvimento e à Casa Rosada, sede do Poder Executivo, em Buenos Aires.

Leia também: “Argentina: o eterno flerte com o suicídio”, reportagem publicada na Edição 68 da Revista Oeste

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

    1. Perfeito, tem muita gente no Brasil que ainda se deixa enganar por essa corja de vagabundos ladrões. Os exemplos da Venezuela e Argentina parece que não lhes bastam. Parece que os putos querem sofrer.

  1. Esses esquerdistas argentinos tem mais é que se ferrar, bando de sindicalistas vagabundos. Vão acabar roendo raiz de pau, quando acabarem com os pets argentinos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.