Como os EUA tornaram-se um exemplo de país livre

Ana Paula Henkel explica, em artigo publicado na Edição 77 da Revista Oeste
-Publicidade-
Os Estados Unidos tornaram-se um exemplo de país livre
Os Estados Unidos tornaram-se um exemplo de país livre | Foto: Reprodução/Pixabay

Em artigo publicado na Edição 77 da Revista Oeste, Ana Paula Henkel escreve sobre as virtudes dos líderes que fizeram dos Estados Unidos um exemplo de liberdade. Ao longo do texto, a colunista cita políticos como Abraham Lincoln, Ronald Reagan, Samuel Adams, John Adams e George Washington, explicando sua importância para o desenvolvimento do país.

Leia um trecho

“Muita gente pelo mundo, quando pensa em independência e autonomia, tem na mente os Estados Unidos da América como farol da liberdade, ou a cidade no topo da colina (a city upon a hill) — termo pelo qual o país é chamado desde os tempos da colonização. A expressão bíblica “Uma cidade sobre uma colina” é uma frase presente no Sermão da Montanha de Jesus, e, em um contexto moderno, é usada na política dos Estados Unidos para se referir à América agindo como “farol de esperança” para o mundo.

-Publicidade-

Grande parte dessas pessoas, no entanto, não conhece ou talvez não se atente aos detalhes do que fez os Estados Unidos um ponto de luz em tempos obscuros. Não foram apenas políticas acertadas e lições extraídas dos erros que colocaram nos pilares genéticos dessa nação a palavra resiliência. Também não é difícil achar frases inspiradoras de grandes presidentes norte-americanos, como Abraham Lincoln e Ronald Reagan, por exemplo, para serem usadas em tempos de dúvidas e destemperos. O que muitos não visualizam é que a persistência na vontade do progresso diário desses presidentes e do povo americano está na concepção da nação, nas escolhas pensadas das 13 colônias originais, que, de maneiras diferentes, encontraram um ponto importante em comum. E, claro, em homens como Samuel Adams, John Adams e George Washington.”

Gostou? Dê uma olhada no conteúdo abaixo.

Revista Oeste

A Edição 77 da Revista Oeste vai além do artigo de Ana Paula Henkel sobre o desenvolvimento dos Estados Unidos ao longo de sua história. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de J. R. Guzzo, Augusto Nunes, Cristyan Costa e Silvio Navarro, Rodrigo Constantino, Guilherme Fiuza, Pedro Henrique Alves, Dagomir Marquezi, André Liohn, Fraser Myers, Fábio Matos e Evaristo de Miranda.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.