Contra o aborto, ativistas realizam ato nos EUA

Suprema Corte pode pavimentar caminho para impedir a interrupção da gravidez no país
-Publicidade-
Os organizadores do protesto estimam que aproximadamente 50 mil pessoas vão aderir ao ato
Os organizadores do protesto estimam que aproximadamente 50 mil pessoas vão aderir ao ato | Foto: Reprodução

Conservadores se reúnem em Washington, DC nesta sexta-feira, 21, em uma manifestação, organizada pelo movimento Marcha pela Vida, contra o aborto nos Estados Unidos. Os ativistas pedem a queda da Lei Roe vs Wade. O dispositivo controverso autorizou a interrupção da gravidez no país na década de 1970.

Espera-se que, neste ano, a Suprema Corte derrube ou enfraqueça a lei com uma decisão sobre o caso Dobbs vs Jackson Women’s Health Organization. O imbróglio trata da constitucionalidade de uma lei estadual do Mississippi, de 2018, que proibiu o aborto após as primeiras 15 semanas de gravidez.

Expectativa

Os organizadores do protesto estimam que aproximadamente 50 mil pessoas vão aderir ao ato. “Nossa missão na Marcha pela Vida é criar uma cultura em que o aborto seja impensável”, disse Jeanne Mancini, presidente do movimento, em entrevista à emissora norte-americana Fox News, na quarta-feira 19.

Segundo Mancini, caso o Supremo não atenda aos anseios dos conservadores, há potencial para novas legislações nos Estados, capazes de barrar o interrompimento da gravidez. “Nosso trabalho está longe de terminar”, afirmou, ao mencionar que os ativistas continuarão na luta contra o aborto.

Leia também: “Dead man walking”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 96 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.