CoronaVac é reprovada na Costa Rica

Eficácia abaixo de 60% fez com que o Ministério da Saúde local decidisse não comprar o produto da Sinovac
-Publicidade-
CNVE diz que dados da CoronaVac não foram revisados por pares
CNVE diz que dados da CoronaVac não foram revisados por pares | Foto: Divulgação/Gesp

No dia 16 de junho, o Ministério da Saúde da Costa Rica afirmou que, “por enquanto”, não vai comprar a CoronaVac — a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela chinesa Sinovac, que é distribuída no Brasil pelo Instituto Butantan.

Leia também: “Vacinados com CoronaVac seguem barrados nos Estados Unidos”

De acordo com comunicado emitido pelo órgão, a decisão foi tomada pela Comissão Nacional de Vacinação e Epidemiologia (CNVE). A fundamentação veio de uma resolução da pasta da Saúde determinando que as vacinas utilizadas no país tenham, pelo menos, 60% de eficácia para a prevenção do contágio, exigência “não atingida” pela CoronaVac.

-Publicidade-

A CNVE também ressaltou que os resultados apresentados no ensaio clínico do produto da Sinovac ainda não passaram por uma revisão realizada por pares.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site