Coronavírus: artigo científico defende o tratamento precoce

Publicação cita sucesso em combinar antivirais e vitaminas, como o zinco, a azitromicina e a hidroxicloroquina
-Publicidade-
Foto: Divulgação /Agência Brasil
Foto: Divulgação /Agência Brasil | O artigo científico trata do sucesso em combinar antivirais e vitaminas, citando, inclusive, o zinco, a azitromicina e a hidroxicloroquina

covid-19

Foto: Divulgação /Agência BrasilEm sua edição de 1º de janeiro de 2021, o The American Journal of Medicine — tradicional periódico médico norte-americano — apresentou um estudo que defende o tratamento precoce em pacientes contaminados com o coronavírus.

-Publicidade-

A publicação afirma que a medicina preventiva e a medicação administrada em tempo adequado ajudam a diminuir a necessidade de internações hospitalares, inclusive em Unidades de Terapia Intensiva. O artigo científico trata do sucesso em combinar antivirais e vitaminas, citando, inclusive, o zinco, a azitromicina e a hidroxicloroquina, medicamentos utilizados no protocolo do governo federal para o enfrentamento da pandemia causada pela covid-19.

Não espere em casa, procure ajuda médica

Para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a busca por ajuda deve ser imediata com o surgimento dos primeiros sintomas. “Entendemos que não devemos deixar as pessoas em casa aguardando uma falta de ar”, alertou. “É fundamental que a população saiba que só vamos ganhar essa guerra quando todos procurarem atendimento médico logo após os primeiros sintomas. A informação, aliada ao tratamento precoce, tem salvado muitas vidas.”

Leia mais sobre o assunto: “Covid-19: O tratamento precoce pode vencer o coronavírus”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.