-Publicidade-

Coronavírus: Espanha descarta vacinação obrigatória

Obrigar uso da vacina pode ser contraproducente, afirma ministro da Saúde

Obrigar uso da vacina pode ser contraproducente, afirma ministro da Saúde

Ministro da Saúde da Espanha, Salvador Illa | Foto: Reprodução/Redes Sociais

No sábado 21, o ministro da Saúde da Espanha, Salvador Illa, descartou a obrigatoriedade da vacinação contra o coronavírus. Segundo o site O Antagonista, Illa disse que o uso de vacinas no país tem boa tradição e que tornar o imunizante obrigatório pode ser contraproducente.

“Embora legalmente pudéssemos, pensamos que não é conveniente tornar [a vacina] obrigatória. Simplesmente explicando bem, estamos seguros de que haverá um nível de resposta alto”, disse. “Os especialistas nos recomendam que não é conveniente a obrigatoriedade, que isso poderia inclusive ser contraproducente. Em nosso país já existe boa tradição de vacinação.”

Leia também: “Vacina dos EUA: Pfizer quer imunizante na América Latina até o fim do ano”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês