Coronavírus na Venezuela representa risco para toda a região, dizem EUA

Os casos de coronavírus na Venezuela, é um perigo para toda a região se não for controlada, alertou nesta quinta-feira, 26, uma autoridade do Departamento de Estado norte-americano. Segundo a vice-secretária de Estado norte-americano para Cuba e Venezuela, a situação na Venezuela é extremamente nefasta.
-Publicidade-
Foto: Rede Social
Foto: Rede Social

O governo do ditador Nicolás Maduro registra 106 casos de coronavírus, mas a oposição afirma que o número é maior

Foto: Rede Social

Os casos de coronavírus na Venezuela são um perigo para toda a região se não forem controlados, alertou nesta quinta-feira, 26, uma autoridade do Departamento de Estado norte-americano.

-Publicidade-

Segundo a vice-secretária de Estado norte-americano para Cuba e Venezuela, Carrie Filipetti, a situação no país sul-americano é “extremamente nefasta”.

“Se o país não puder lidar com a covid-19, a doença irá para o Brasil, a Colômbia e toda a região circundante, como estamos vendo com a crise de refugiados”, declarou ela em videoconferência organizada pelo Conselho das Américas.

O sistema de saúde é precário na Venezuela, e a maioria da população não tem acesso contínuo a água e sabão.

Como destaca a reportagem da agência France-Presse, a pandemia chega a uma Venezuela mergulhada em uma crise política e com a economia devastada por seis anos consecutivos de recessão, inflação galopante e violenta depreciação da moeda local.

Na mesma videoconferência, o coordenador do grupo de trabalho sobre migrantes e refugiados da Organização dos Estados Americanos, David Smolansky, disse que a Venezuela possui apenas 84 leitos em unidades de terapia intensiva para uma população de cerca de 30 milhões de pessoas.

“Isso significa que, no minuto em que a Venezuela chegar a mais de 1.500 casos, não terá capacidade para lidar com essa crise”, disse ele.

A deputada Manuela Bolívar, da Assembleia Nacional venezuelana, disse que a situação no país é grave. “Um em cada três venezuelanos não tem comida todo dia. […] Ou você sai e tenta conseguir alguma comida, ou fica em confinamento e morre de fome”, advertiu a deputada. “Não podemos esperar que gente nessa condição fique em casa”.

O governo do ditador Nicolás Maduro registra 106 casos de coronavírus em todo o país, mas o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó assegura que o número é maior.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.