-Publicidade-

Covid-19: Sputnik V tem eficácia de 91,6%, apontam resultados preliminares

Desenvolvida na Rússia, a vacina foi a quarta a ter resultados de fase 3 publicados na revista científica “The Lancet”
Covid-19: Sputnik V tem eficácia de 91,6%, apontam resultados preliminares
Covid-19: Sputnik V tem eficácia de 91,6%, apontam resultados preliminares | Foto: Lidianne Andrade/MyPhoto Press/Estadão Conteúdo

A vacina Sputnik V, desenvolvida pelo instituto russo de pesquisa Gamaleya para a covid-19, teve eficácia de 91,6% contra a doença, segundo resultados preliminares publicados nesta terça-feira, 2, na revista científica The Lancet. A eficácia contra casos moderados e graves da doença foi de 100%. O produto também funcionou em idosos: uma subanálise de 2 mil adultos com mais de 60 anos mostrou eficácia de 91,8% neste grupo. Ela também foi bem tolerada nessa faixa etária.

O imunizante é o quarto a ter resultados publicados em uma revista, depois de Pfizer/BioNTech, Oxford/AstraZeneca e Moderna. Quando isso acontece, significa que os dados foram revisados e validados por outros cientistas. As vacinas desenvolvidas contra o coronavírus até este momento têm tido como função principal impedir casos graves e mortes pela doença — e não necessariamente a sua transmissão. Ainda não é possível determinar a duração da proteção que a vacina oferece, porque os dados foram analisados cerca de 48 dias após a primeira dose.

Leia também: “Vacina da Oxford: Brasil terá 34 milhões de doses até março”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês