Covid-19: Países proíbem voos do Reino Unido

Decisão ocorre após revelação de estudo sobre mutação do novo coronavírus
-Publicidade-
Holanda e Bélgica fecha espaço aéreo para o Reino Unido | Foto: Canva
Holanda e Bélgica fecha espaço aéreo para o Reino Unido | Foto: Canva | holanda e bélgica x reino unido - aeroportos

Decisão ocorre após revelação de estudo sobre mutação do novo coronavírus

holanda e bélgica x reino unido - aeroportos
Holanda, Itália e Bélgica fecha espaço aéreo para o Reino Unido | Foto: Canva

Países da União Europeia começam a fechar seus espaços aéreos para aviões vindos do Reino Unido. Dias após o governo britânico informar ao mundo que pesquisadores identificaram uma variante do novo coronavírus que pode ser até 70% mais transmissível, Itália, Holanda e Bélgica decidiram proibir voos da Grã-Bretanha.

-Publicidade-

Leia mais: “Pandemia causa fome a crianças do Reino Unido”

A medida adotada por Itália, Bélgica e Holanda começa a valer neste domingo, 20. As três nações reforçam que o intuito da decisão não é isolar o Reino Unido, que se vê em meio aos trâmites para saída em definitivo da União Europeia. Segundo as autoridades locais, o objetivo é apenas evitar a disseminação da mutação do vírus responsável pela covid-19 em seus territórios.

Na Holanda, o fechamento do tráfego aéreo para voos do Reino Unido está inicialmente previsto para durar menos de duas semanas. A ideia é voltar a permitir viagens entre os países a partir de 2 de janeiro de 2021. Bélgica e Itália não mencionam, por ora, uma data em relação ao bloqueio. Além disso, o governo belga informou que passará a vetar conexões da Eurostar, linha férrea que liga cidades britânicas à capital Bruxelas.

Estratégia em discussão

A revelação de mutação do novo coronavírus em solo britânico faz com que outros países europeus também estudem medidas restritivas ao Reino Unido. É o caso, por exemplo, da Alemanha. Em entrevista à agência de notícias AFP, um integrante do governo alemão falou sobre o assunto. “Restringir o tráfego aéreo do Reino Unido e da África do Sul é uma opção séria”, afirmou a autoridade alemã que não teve a identidade revelada.

________________

Receba os principais destaques sobre o que ocorre no Brasil e no mundo diretamente no WhatsApp. Clique aqui, siga as instruções e entre para a lista de transmissão da Revista Oeste.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

  1. Pouco sabem esses idiotas que até se descobrir esse vírus mutante, se é que isso existe assim em tão pouco tempo, o mesmo já deve estar confortavelmente instalado no continente. É uma pura medida inócua. Enfim…

  2. Quem não ver que se trata de retaliação aos britânicos, por contrariarem a agenda globalista com o brexit.
    É mais cego que o mister magoo.
    O pior é que conta com a ajuda de um bando de ingleses lesa pátria.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro