Covid-19: Saúde da Namíbia suspende uso de vacina russa e alega risco de contaminação por HIV

África do Sul rejeitou a Sputnik V pelo mesmo motivo
-Publicidade-
A Sputnik V foi desenvolvida na Rússia
A Sputnik V foi desenvolvida na Rússia | Foto: Adriana Toffetti/Estadão Conteúdo

O Ministério da Saúde da Namíbia vai suspender o uso da Sputnik V em sua campanha de vacinação contra a covid-19. O governo local informou a decisão no sábado 23, depois que a vizinha África do Sul rejeitou sua utilização em razão da possibilidade de aumento dos riscos de contaminação por HIV associada ao imunizante. A informação é agência Reuters.

O órgão de saúde sul-africano decidiu não aprovar um pedido de uso de emergência para a Sputnik V nesse momento porque alguns estudos sugeriram que a administração de vacinas usando o vetor do adenovírus tipo 5 — caso desse imunizante — pode aumentar a suscetibilidade dos homens ao HIV.

-Publicidade-

De acordo com as autoridades da Namíbia, a restrição irá durar até que a Sputnik V entre para a lista de imunizantes contra a covid-19 aprovados pela Organização Mundial da Saúde para uso emergencial.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.