Deputada republicana é banida do Twitter nos EUA

Segundo a rede social, a congressista desrespeitou a norma que proíbe publicar desinformação a respeito da covid-19
-Publicidade-
A congressista Marjorie Taylor Greene já teve sua conta suspensa outras quatro vezes
A congressista Marjorie Taylor Greene já teve sua conta suspensa outras quatro vezes | Foto: Reprodução/Redes sociais

A deputada republicana Marjorie Taylor Greene, da Geórgia, teve sua conta pessoal banida do Twitter permanentemente.

Segundo a rede social, a deputada “desrespeitou repetidamente a norma que proíbe publicar desinformação a respeito da covid-19”.

No sábado 1º, Greene publicou um tuíte comentando sobre “quantidades extremamente altas de mortes por vacinas de covid”. A deputada chegou a incluir um gráfico que seria enganoso para sustentar sua argumentação.

-Publicidade-

O Twitter informou que Greene não terá sua conta restaurada porque já tinha sido suspensa quatro vezes anteriormente.

“Deixamos claro que suspenderemos permanentemente as contas por repetidas violações da nossa política”, disse Katie Rosborough, porta-voz do Twitter, em um comunicado.

Na plataforma alternativa de mensagens sociais Telegram, Greene, que é apoiadora do ex-presidente Donald Trump, disse que o Twitter “é um inimigo dos Estados Unidos e não consegue lidar com a verdade”.

Leia também: “Sob o domínio das big techs reportagem de Cristyan Costa publicada na edição 87 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.