Descoberta pode reescrever livros de história

Estudo sugere que neandertais e Homo sapiens ocuparam o mesmo local na França
-Publicidade-
Os arqueólogos encontraram diversos fósseis no local.
Os arqueólogos encontraram diversos fósseis no local. | Foto: Reprodução/Flickr

Dentes de uma criança encontrados em uma caverna francesa podem mudar a teoria sobre como os neandertais desapareceram da Terra. A descoberta mostra que os primeiros Homo sapiens viveram na Europa cerca de 12 mil anos antes do que pensavam os arqueólogos. Sendo assim, as duas espécies podem ter convivido por anos, mostra pesquisa publicada na revista Science Advances.

“Agora, somos capazes de demonstrar que o Homo sapiens chegou 12 mil anos antes do que esperávamos, e que essa população foi substituída por outras populações neandertais”, disse Ludovic Slimak, professor coordenador da descoberta da Universidade de Toulouse, na França. “Isso, literalmente, reescreve todos os nossos livros de história.”

Descoberta
Fragmentos de dente de criança encontrados na caverna | Foto/Reprodução: Divulgação
-Publicidade-

Estudos mais recentes mostravam que a espécie neandertal havia sido extinta depois da chegada do Homo sapiens no continente europeu. Contudo, após a descoberta na França, tudo indica que as duas espécies ocuparam o mesmo lugar de forma alternada, durante a Era do Gelo. 

As novas evidências encontradas, porém, sugerem que os neandertais viveram na caverna durante dois mil anos. Na sequência, o local ficou desocupado, até que os humanos modernos viessem há mais de 40 mil anos. Os achados na gruta francesa são, até o momento, as provas mais antigas da presença do homem moderno no continente europeu.

Antes, a chegada dos primeiros humanos à Europa foi datada entre 43 mil e 45 mil anos e a dos neandertais, entre 40 mil a 42 mil anos. Esse período levou diversos pesquisadores a imaginar que a chegada do Homo sapiens e o desaparecimento dos neandertais estavam ligados.

O achado

Além dos dentes de crianças, os pesquisadores da Universidade de Toulouse encontraram artefatos de pedra. Trata-se de mais uma pista que sugere a existência da espécie Homo sapiens no local. São pontas de pedra pequenas, feitas em grande quantidade, mas com tamanho padronizado, inferior a 10 milímetros. A técnica usada para a produção desses objetos é muito parecida com a que o homem moderno utilizava. 

O estilo de gravura na pedra que os neandertais utilizavam era muito diferente, com pontas bem maiores do que 10 milímetros. Após a publicação da pesquisa, as idades estimadas para a presença do homem moderno na gruta são aproximadamente 60 mil anos e pouco mais de 50 mil anos atrás. Antes, era cerca de 45 mil anos atrás.

Os neandertais surgiram na Europa há quase 400 mil anos. A teoria atual sugere que eles foram extintos cerca de 40 mil anos atrás, não muito tempo após a chegada do Homo sapiens da África. 

A descoberta aponta que a espécie humana chegou há muito tempo antes na Europa e que dessa forma, tanto os Homo sapiens quanto os neandertais podem ter coexistido no continente por cerca de 12 mil anos, antes da extinção dos neandertais.

A interação entre Homo sapiens e neandertais

A ideia de uma possível interação com os neandertais confirma uma evidência descoberta em 2010 de que os humanos modernos têm uma pequena quantidade de DNA neandertal, indicando um possível cruzamento entre as duas espécies. 

“Não sabemos se foram trocas pacíficas de parceiros. Pode ter sido agarrar uma fêmea de outro grupo, ou adotar bebês neandertais abandonados e perdidos que ficaram órfãos”, disse Chris Stringer, professor do Museu de História Natural de Londres, em entrevista à BBC News.

“Todas essas coisas poderiam ter acontecido. Então, ainda não sabemos a história completa. Com mais dados, mais DNA e mais descobertas, chegaremos o mais próximo da verdade sobre o que realmente aconteceu no final da era neandertal.”, concluiu o professor.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

17 comentários Ver comentários

  1. Todo mundo sabe que os neandertais ainda vivem entre nós. É só olhar pra cara de Luís Inácio, o nove dedos. Prova irrefutável!

  2. kkkkk.Poderia ser um fêmur ou mesmo um crânio,mas não.Encontraram justamente o dente de uma criança.Capricharam.Como diria seu Jaime, “Impressionante.”
    https://www.youtube.com/watch?v=1lG6FfhrPKA

  3. Ainda há vários homens e mulheres da era pré-historica aqui, no nosso Brasil. Eles se vestem de Vermelho e adoram um tal deus MoLusco, um tirano com “poderes” para iludir seus seguidores. Eles não suportam trabalhar, preferindo se apoderar do que os outros produzem.

  4. Não consigo entender o que a política nacional tem a ver com o assunto da matéria, quer dizer que os neandertais não tinham um bom caráter, mesmo naquela época nem sequer sabendo o que é caráter, apenas porque supostamente foram extintos, deve ser com esse tipo de atitude que o racismo começou.
    Acredito na teoria da miscigenação, talvez os neandertais e sapiens tenham cruzado milhões de vezes, e assim como no caso de olhos verdes ou azuis serem genes recessivos, a maioria dos genes deles, comparado aos nossos seriam também recessivos, e por isso foram desaparecendo, mas não por completo, essa miscigenação talvez tenha causado um homo sapiens não igual aquele que existiu a 50 mil anos, mas um híbrido, com poucas características de uma espécie e muito de outra, chegando ao ponto de hoje acreditarmos que os neandertais estejam extintos, quando na verdade as duas espécies estariam extintos e delas surgiu uma terceira.

  5. Todos pertencem à espécie Homo sapiens. Homo sapiens sapiens somos nós. Homo sapiens neanderthalensis é o neandertal. Cuidado em nos chamar de humanos e ao outro de não humano ou pré-humano. A evolução nesse caso não é se ancestral e descente, como foi o caso do Homo erectus e o Homo sapiens, o do Homo Habilis e Homo erectus. O mais provável nesse caso do H. s. sapiens e H. s. neanderthalensis foi a extinção do neandertal sem que ele tenha dado origem ao sapiens…no máximo, tenha miscigenado.

    1. Sim…evita acreditar que você veio da costela de um Adão….ou que o neandertal foi seu ancestral. Quem sabe evita você dar dinheiro para um pastor oportunista.

  6. Essa teoria tem sentido sim, e vou até mais adiante, eles se miscigenaram, com certeza. É só olhar os traços no rosto do marginal Nove Dedos por exemplo, para concluir rápidamente que ele tem ascendência do Homo Neanderthalis que cruzou com a Mulieris Sapiens Dilmensis, num passado longínquo. Os Neanderthalis eram incapazes para a caça e viviam de roubar dos Sapiens, daí essa tendência para desvio de verbas governamentais desses indivíduos.

    1. Realmente, existem evidências genéticas dessa miscigenação, li que os cabelos ruivos seriam uma característica genética de descendência Neandertal. Essa teoria não é nova, em 2013 meu professor de arqueologia disse que existiam evidências de que o Cro-Magnon seria o responsável pela eliminação dos Neandertais.

  7. Se alguns desses neandertais se sentia Homo sapiens? E como não falar em machismo estrutural ao vermos excluída desse estudo a Mulher sapiens?
    Viva a ciência! #VivaoSUS.

  8. Fora de contexto: os neandertais ainda vivem e ganham muito bem, entranhados em nossa burrocracia e instituições políticas… Se não forem extintos pelo voto não há a mínima chance de o país sair da pré-história.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.