Dirigente do Comitê Olímpico Internacional descarta pressionar China sobre direitos humanos

Ditadura chinesa é acusada de perseguir minorias muçulmanas
-Publicidade-
Bandeira olímpica | Foto: Reprodução/COI
Bandeira olímpica | Foto: Reprodução/COI

O Comitê Olímpico Internacional (COI) não pressionará a China, que será a sede da Olimpíada de Inverno de 2022, pelo histórico de direitos humanos do país porque não é da alçada do organismo ditar regras a nações soberanas, disse o vice-presidente do COI, John Coates, nesta quarta-feira 13.

Grupos de direitos humanos e parlamentares dos Estados Unidos pressionam o COI para que adie os Jogos de Inverno de Pequim do ano que vem e mude a sede, a menos que a China encerre o que os EUA classificam como um genocídio em andamento de uigures e outras minorias muçulmanas, regista reportagem da agência Reuters.

Leia mais: “Governo cubano nega autorização para manifestações pacíficas”

-Publicidade-

Autoridades chinesas são acusadas de facilitar o trabalho forçado por deterem cerca de um milhão de uigures e outras minorias muçulmanas em campos de trabalho desde 2016. A China nega irregularidades, dizendo que montou centros de treinamento vocacional para combater o extremismo.

John Coates disse que a competência do COI quanto aos direitos humanos só cobre o “movimento olímpico”.

“O COI de fato dá muita ênfase aos direitos humanos”, disse Coates à imprensa. “Sei que é uma parte muito importante dos princípios fundamentais do olimpismo, os princípios fundamentais estabelecidos na Carta Olímpica”, afirmou. “Não temos capacidade de entrar em um país e lhes dizer o que fazer. Tudo que podemos fazer é conceder a Olimpíada a um país, sob condições delineadas em um contrato de sede… e depois fazer com que sejam seguidas”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Fosse qualquer outro país, o COI teria algo a dizer. Os tentáculos podres do Partido Comunista Chinês corrompem absolutamente tudo e todos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.