Dubai vai injetar dinheiro na Emirates

O príncipe herdeiro dos Emirados Árabes Unidos anunciou nesta terça-feira, 31, que o governo vai injetar capital na companhia aérea Emirates. A medida é para ajudar a empresa a superar a crise provocada pelo coronavírus, que a obrigou a suspender seus voos.
-Publicidade-

Aérea suspendeu os voos de passageiros por causa do coronavírus

O príncipe herdeiro dos Emirados Árabes Unidos anunciou nesta terça-feira, 31, que o governo vai injetar capital na companhia aérea Emirates.

-Publicidade-

A medida é para ajudar a empresa a superar a crise provocada pelo coronavírus, que a obrigou a suspender seus voos.

De acordo com a agência France-Presse, com uma frota de 271 aviões, a Emirates Airlines é a maior companhia do Oriente Médio e uma das principais bases da economia de Dubai e dos Emirados Árabes Unidos em geral.

“A Emirates, nossa companhia de transporte nacional, fez de Dubai um centro mundial de transporte aéreo e tem um grande valor estratégico por ser um dos principais pilares da economia”, disse o príncipe, xeque Mohammed bin Rashid al-Maktoum, no Twitter.

O príncipe herdeiro não divulgou números sobre o alcance da intervenção.

A Emirates suspendeu seus voos de passageiros na semana passada, quando os Emirados Árabes Unidos tomaram medidas para conter a propagação do novo coronavírus.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.