Em clima de tensão, papa Francisco começa viagem ao Cazaquistão

Pontífice participará de congresso e se encontrará com líderes religiosos
-Publicidade-
Francisco foi recebido pelo presidente cazaque Kassym-Jomart Tokayev | Foto: Divulgação/Vatican News
Francisco foi recebido pelo presidente cazaque Kassym-Jomart Tokayev | Foto: Divulgação/Vatican News

O papa Francisco desembarcou na manhã desta terça-feira, 13, no Cazaquistão, país na Ásia Central, entre a Rússia e a China. Ele foi recebido pelo presidente da República, Kassym-Jomart Tokayev, na capital, Nur-Sultan, cidade onde o pontífice permanecerá durante a visita. O papa vai participar do VII Congresso das Religiões Mundiais e Tradicionais, num contexto de tensão política pela guerra na Ucrânia.

O patriarca ortodoxo russo Kirill, um aliado do presidente russo, Vladimir Putin, cancelou sua participação, sem informar o motivo. Enquanto Francisco considerou a “guerra cruel e sem sentido”, Kirill defendeu a “operação militar” de Putin e a luta contra os “inimigos externos e internos” da Rússia.

O último encontro entre o papa e o patriarca ortodoxo foi há seis anos, em uma reunião histórica em Cuba, a primeira desde o cisma entre as Igrejas do Oriente e do Ocidente, em 1054.

-Publicidade-

A guerra na Ucrânia deve, no entanto, continuar a ser a questão principal desta visita à antiga república soviética, que obteve a sua independência em 1991, com a queda da URSS. “No centro desta caminhada só pode haver diálogo, encontro, busca de paz entre os diversos mundos religiosos e culturais ”, disse o porta-voz da Santa Sé, Matteo Bruni.

Maior país da Ásia Central, o Cazaquistão tem 18,7 milhões de habitantes, dos quais 70% são muçulmanos sunitas e 26% cristãos, mas menos de 1% católicos.

Jorge Bergoglio é o segundo papa a viajar ao Cazaquistão — João Paulo II esteve no país em setembro de 2001. Francisco, que sente dores no joelho, utilizará cadeira de rodas durante a visita ao Cazaquistão, assim como aconteceu na sua última viagem internacional, ao Canadá, em julho.

Esta é a 38ª viagem ao exterior do papa, 85 anos, desde sua eleição, em 2013. Na quarta-feira 14, ele falará na abertura do congresso. Além de participar da agenda oficial, Francisco também se encontrará com líderes religiosos individualmente, disse o Vaticano, sem dar mais detalhes.

Coincidentemente, o presidente chinês Xi Jinping estará em Nur-Sultan ao mesmo tempo, mas nenhum encontro com o papa foi anunciado até o momento.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Infelizmente esse papa tem contribuído drasticamente para o decrescente número de católicos no mundo, suas posições ideológicas são francamente comunistas, depois de abençoar o maior criminoso, corrupto, assasino e ladrão do mundo, dispenso qualquer bênção vinda dele. Passar bem papa Chico.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.