Exportações da China desaceleram em julho

Surtos de casos de covid-19 pressionaram a ditadura chinesa a adotar medidas restritivas severas, paralisando as atividades da indústria
-Publicidade-
Xi Jinping é o lider do Partido Comunista Chinês
Xi Jinping é o lider do Partido Comunista Chinês | Foto: Reprodução/Flickr

As exportações da China desaceleraram em julho após novos surtos de casos de covid-19. As importações também perderam força, indicando o enfraquecimento do setor industrial do país no segundo semestre de 2021.

A nova onda de infecções, provocada pela variante Delta do novo coronavírus, atingiu dezenas de cidades chinesas, levando autoridades locais a adotar medidas de restrição em comunidades afetadas. Em decorrência disso, as operações de algumas fábricas foram suspensas.

Exportações

-Publicidade-

Em julho, as exportações avançaram 19,3%, na comparação com o mesmo período de 2020, depois de ganho de 32,2% registrado em junho. Analistas consultados pela agência Reuters esperavam alta de 20,8%.

Além dos esforços para conter a pandemia, os exportadores também enfrentaram escassez global de semicondutores, gargalos de logística e custos mais altos de frete e matérias-primas.

Importações

As importações, por sua vez, subiram 28,1% em julho, na comparação com o mesmo mês do ano passado, abaixo do crescimento de 36,7% observado em junho. A demanda por minério de ferro, importante ingrediente da siderurgia, caiu nos últimos meses.

A China registrou superávit comercial de US$ 56,6 bilhões em julho, cifras superiores às de junho, que atingiram US$ 51,5 bilhões.

Superávit x déficit

Quando as exportações superam as importações, a balança comercial registra superávit — ou seja, saldo positivo. O déficit comercial, por outro lado, ocorre quando as importações superam as exportações.

Leia também: “Cem anos de opressão”, reportagem de Dagomir Marquezi publicada na Edição 67 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro