Flórida, nos EUA, vai multar estabelecimentos que exigirem passaporte sanitário

Infratores terão de pagar US$ 5 mil, o equivalente a R$ 25 mil, caso obriguem clientes a apresentar o documento
-Publicidade-
Ron DeSantis é governador do Estado da Flórida
Ron DeSantis é governador do Estado da Flórida | Foto: Reprodução/Flickr

O Estado da Flórida, nos Estados Unidos, aplicará multa de US$ 5 mil, o equivalente a R$ 25 mil, a empresas, escolas e órgãos públicos que exigirem o comprovante de vacinação contra a covid-19 para permitir a entrada de pessoas.

A lei, promulgada pelo governador Ron DeSantis, entrará em vigor a partir de 16 de setembro. “Na Flórida, sua escolha pessoal em relação às vacinas será protegida, e nenhuma empresa ou entidade governamental poderão negar seus serviços com base em sua decisão”, disse o governador republicano.

DeSantis já havia se manifestado contrário ao lockdown e não determinou que escolas e estabelecimentos no Estado ficassem de portas fechadas durante o período em que a pandemia do novo coronavírus assolou os Estados Unidos.

-Publicidade-

Leia também: “A maior ameaça à liberdade desde o fascismo e o nazismo”, artigo de J. R. Guzzo publicado em Oeste

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro