‘Hackers’ chineses atacam empresas e EUA acionam Justiça

Mais de 100 companhias foram alvo dos criminosos supostamente ligados ao Partido Comunista da China
-Publicidade-
Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR
Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

Mais de 100 companhias foram alvo dos criminosos supostamente ligados ao Partido Comunista da China

covid-19
Duas pessoas ligadas aos hackers foram presas na Malásia | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR
-Publicidade-

Promotores norte-americanos acusaram cinco hackers chineses, na quarta-feira 16, por ataques cibernéticos a mais de 100 empresas de tecnologia nos Estados Unidos. A lista de vítimas também incluí companhias de telecomunicações, instituições governamentais, políticos pró-democracia e ativistas em Hong Kong. Um dos objetivos dos criminosos era utilizar os computadores dos cidadãos para a mineração de criptomoedas. Conforme a Justiça, o quinteto trabalha para órgãos de inteligência ligados ao Partido Comunista da China.

Além disso, na segunda-feira 14, duas pessoas ligadas aos hackers foram presas na Malásia. Suspeita-se que elas tenham facilitado os ataques às empresas americanas, conforme o Departamento de Justiça dos EUA. Os promotores consideraram as prisões como uma vitória para a cooperação internacional, pois raramente os EUA conseguem que outros países prendam hackers estrangeiros. O governo do presidente Donald Trump garante que algumas empresas, entre elas a Microsoft, o Google, o Facebook e a Verizon, ajudaram nas investigações.

Leia também: “Chegou a hora de enfrentar a China — e a Rússia”, artigo de Bruno Garschagen publicado na edição n° 18 da Revista Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

  1. Que inveja, aqui no Brasil é ao contrário, o stf protege os hackers com unhas e dentes. Será pq. E também aproveitando a reportagem, gostaria que a revista OESTE fizesse uma reportagem como andam as investigações dos hackers aqui do Brasil que cometeram crime grampeando os celulares de autoridades. Uma sugestão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site