Japão suspende novos lotes da vacina da Moderna: ‘Substâncias estranhas’

Dois homens imunizados com o produto foram a óbito
-Publicidade-
Empresa responsável pelo envase aponta possível contaminação em polo industrial
Empresa responsável pelo envase aponta possível contaminação em polo industrial | Foto: Adriana Toffeti/Estadão Conteúdo

O uso de mais dois lotes da vacina contra a covid-19 da Moderna estão suspensos em Okinawa, cidade no sul do Japão. Conforme as autoridades sanitárias locais, os carregamentos com os imunizantes estavam contaminados. “Identificamos substâncias estranhas”, ressaltaram, na segunda-feira 30.

Um dia antes, o Ministério da Saúde daquele país abriu uma investigação para apurar a morte de dois homens vacinados com duas doses do produto, além de barrar o uso de 1,6 milhão de unidades da mercadoria. A “Anvisa do Japão” mobilizou uma equipe, com a finalidade de dar celeridade ao caso.

A farmacêutica espanhola Rovi, que envasa o imunizante, informou que a contaminação pode ter sido fruto de um problema de fabricação em um de seus polos industriais. A fabricante salientou que “não há evidências de que as mortes tenham sido causadas pela vacina contra a covid-19 da Moderna”.

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro