Javier Milei tem grandes possibilidades de se tornar presidente da Argentina

É o que dizem a jornalista Maria Laura Assis e a cientista política Maria Eugênia Assis, que atuam no país
-Publicidade-
Javier Milei é o novo fenômeno eleitoral da Argentina
Javier Milei é o novo fenômeno eleitoral da Argentina | Foto: Reprodução/Twitter

A jornalista Maria Laura Assis disse nesta sexta-feira, 12, durante entrevista concedida ao programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan, que o libertário Javier Milei tem grandes possibilidades de se tornar o próximo presidente da Argentina. O novo fenômeno eleitoral dos hermanos recebeu mais de 13% dos votos nas primárias legislativas, que foram realizadas em setembro deste ano.

“Milei é um libertário, mas ao mesmo tempo reúne muitos valores conservadores”, destacou a jornalista. “Ele é uma das principais figuras na luta contra o aborto.” No próximo domingo, 14, ocorrerá as eleições gerais. A coalizão La Libertad Avanza, liderada por Milei, disputará o pleito com Juntos por el Cambio, de Maurício Macri, e Frente de Todos, de Cristina Kirchner.

-Publicidade-

Nas primárias, o kirchnerismo venceu em apenas seis das 24 províncias argentinas nas eleições para a Câmara dos Deputados. No caso das eleições para o Senado, a situação não fica melhor: a coalizão comanda pela candidata de esquerda venceu em duas das oito províncias. Desde as eleições legislativas de 1983, o kirchnerismo é maioria no Senado.

Para reverter esse cenário desfavorável, Cristina entrou em cena. “Ela participou do processo eleitoral, principalmente depois dos resultados nas primárias”, explicou a cientista política Maria Eugênia Assis. “Não interferiu apenas na campanha política, mas também no governo.” Conforme noticiou Oeste, Cristina emplacou novos ministros na administração federal.

Maria Eugênia Assis e Maria Laura Assis participaram de Os Pingos nos Is | Foto: Reprodução/YouTube

A Argentina enfrenta grave crise econômica. Apesar da política de congelamento de produtos da cesta básica no país, o Índice de Preços ao Consumidor avançou 3,5% em outubro, na comparação com o mês anterior. A inflação acumula alta de 41,8% neste ano — em 12 meses, chegou a 52%.

O dólar blue, principal cotação da moeda norte-americana negociada no mercado paralelo, voltou a registrar alta na quinta-feira 11. Às vésperas das eleições legislativas, o blue era vendido a 206,5 pesos, superando o recorde de 205 pesos estabelecido um dia antes.

Leia mais: “Argentina: o eterno flerte com o suicídio”, reportagem de Luís Artur Nogueira publicada na Edição 68 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.