Joe Biden lança programa de acesso à internet para famílias de baixa renda

O presidente dos EUA disse que o direito ao serviço é uma "necessidade" para os cerca de 48 milhões de beneficiados norte-americanos
-Publicidade-
O governo de Joe Biden investiu US$ 14,2 bilhões para financiar o projeto
O governo de Joe Biden investiu US$ 14,2 bilhões para financiar o projeto | Foto: Cameron Smith/Casa Branca

O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou na segunda-feira 9 um acordo com 20 empresas de telecomunicação, como a Comcast e a AT&T, para reduzir o custo da internet. A iniciativa faz parte do Programa de Conectividade Acessível (ACP) do governo, que planeja oferecer um plano de serviço com desconto para famílias de baixa renda.

“Internet de alta velocidade não é mais um luxo. É uma necessidade”, defendeu Biden em evento promovido na Casa Branca. Representantes das empresas e membros do Congresso, como a vice-presidente Kamala Harris, estavam presentes na cerimônia que formalizou o acordo.

O programa faz parte do pacote de infraestrutura no valor de US$ 1 trilhão. Foi aprovada por republicanos e democratas em 2021, com o objetivo de reduzir o valor das contas de internet em até US$ 30 por ano, de acordo com os funcionários do governo atual. Cerca de US$ 14,2 bilhões foram utilizados para financiar o ACP.

-Publicidade-

Quem deve receber o auxílio

Aproximadamente 48 milhões de residências de baixa renda serão recompensadas pelos planos mensais de serviço. A internet oferecida conta com uma velocidade de 100 megabits por segundo ou até mesmo superior.

Dentre os beneficiados estão famílias de quatro pessoas que ganham cerca de US$ 55 mil por ano, além daquelas que recebem auxílio federal por meio de outros programas, como subsídios alimentares ou Medicaid, uma espécie de convênio médico que cobre despesas de saúde. Nativos norte-americanos que vivem em terras indígenas podem receber um desconto de até US$ 75 por mês.

“Este é um caso em que as grandes empresas deram um passo à frente. Estamos tentando fazer com que outros façam o mesmo”, celebrou o presidente dos EUA durante o evento. “Vai mudar a vida das pessoas.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Lá pode até ter refinaria em terras indígenas, no Brasil tudo é proibido pela esquerda pt, psol, rede, psd, mdb, psdb, pc do B , stf tse mídia velha , artetas e etc. Lá pode ter torres de internet nas terras indígenas.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.