Justiça do Canadá proíbe pai não vacinado de ver o filho

A decisão judicial suspende os direitos de visitação até fevereiro, a não ser que o pai decida tomar a vacina contra a covid-19
-Publicidade-
O julgamento é o primeiro caso de perda de direitos do tipo por motivos de imunização de que se tem notícia no Canadá
O julgamento é o primeiro caso de perda de direitos do tipo por motivos de imunização de que se tem notícia no Canadá | Foto: Divulgação

Um pai canadense que não foi vacinado contra a covid-19 perdeu temporariamente o direito de ver seu filho, de 12 anos, depois de uma decisão da Justiça.

Um juiz determinou que a visitação paterna neste momento não seria “o melhor” para a criança.

A decisão, ocorrida no final de dezembro, foi tomada depois que o pai fez um pedido para que seu tempo de visitação fosse estendido durante o período de festas de fim de ano.

-Publicidade-

O julgamento é o primeiro caso de perda de direitos do tipo por motivos de imunização de que se tem notícia no Canadá, segundo o jornal canadense Le Devoir.

A decisão judicial suspende os direitos de visitação até fevereiro, a não ser que o pai decida se vacinar.

A mãe da criança, que se opunha ao pedido inicial do pai pela extensão do tempo de visitação, disse à Justiça que descobrira recentemente que o homem não havia sido vacinado — ela mostrou postagens dele nas redes sociais em que fazia oposição à vacinação.

O juiz determinou que não é “o melhor para a criança ter contato com o pai”, diante do recente aumento de casos de covid-19 na região canadense de Québec.

A Província, que acumula o mais alto número de mortes por covid-19 no Canadá, anunciou no início deste mês que vai cobrar um “imposto de saúde” das pessoas não vacinadas.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.