-Publicidade-

Maduro acusa o Brasil de ser ‘negligente’ com a covid-19

Desde janeiro de 2012, 11.328 venezuelanos foram executados de forma extrajudicial pelas forças de repressão da ditadura chavista
O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL | O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

Desde janeiro de 2012, 11.328 venezuelanos foram executados de forma extrajudicial pelas forças de repressão da ditadura chavista

maduro
O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou na segunda-feira 15 a suposta negligência do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia de coronavírus. “A negligência criminosa do governo brasileiro ao abordar essa realidade nas regiões limítrofes da fronteira sudeste do nosso país é motivo de grande alarme”. É o que informa o comunicado lido pelo representante do regime na Organização das Nações Unidas (ONU), Samuel Moncada. Além disso, o documento garante que o Brasil “coloca em sério perigo milhões de vidas porque registra mais de 22% dos casos de covid-19”.

Portanto, segundo o texto, Bolsonaro se tornou o “pior inimigo dos esforços” para a saída da pandemia na América Latina. Nas redes sociais, o ministro de Relações Internacionais da Venezuela, Jorge Arreaza, pediu a intervenção da ONU. Conforme noticiou Oeste, o Comitê de Familiares Vítimas de Violência afirma que 11.328 venezuelanos foram executados de forma extrajudicial por órgãos de segurança desde janeiro de 2012. Nos últimos dois anos, de acordo com a organização, 571 mortes aconteceram por membros das Forças de Ação Especial da ditadura de Nicolás Maduro.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

      1. Mais um ditador comunista de um país destruido tentando aparecer. É capaz de aparecer alguém dos PTRALHAS e seus genéricos para apoiar.

      2. O Bolsonaro vacilou mesmo qdo não atendeu as recomendações da OMS sobre o distanciamento social e da um exemplo ruim apoiando manifestações com aglomerações e sem máscara!
        Eu voltei nele no primeiro e segundo turno, portanto não sou petista!
        Agora a Venezuela criticar o nosso país é brincadeira!

  1. por que estou lendo essa notícia? Oeste, deleta essa gente daqui!! milhares morrendo na Venezuela de fome e esse pilantra querendo dar lição de moral aos outros?

  2. O Brasil tem 37% da população da america latina (e 50% da america do Sul).
    E esse ditador comunista vem dizer que o Bolsonaro coloca a saúde da população é risco….
    É pra rir…

  3. Isso é uma uma moçoila travestido de ditador, um enrustido. E quem é que dá ouvidos a palavra de um criminoso como este, que já, já será preso e julgado pelos crimes cometidos contra o seu povo.
    É mais um lixo humano!

  4. Ele integra a equipe que quer tirar o Presidente Bolsonaro do cargo. Deve ter sido acionado para se pronunciar pelos companheiros daqui.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês