Manifestantes são mortos em protestos em Mianmar

Mais de 30 pessoas já morreram após confrontos com os militares que tomaram o poder no país
-Publicidade-
Mianmar é palco de batalhas entre civis e militares
Mianmar é palco de batalhas entre civis e militares | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Manifestantes que protestavam contra o golpe militar em Mianmar foram mortos em várias cidades do país após serem atingidos por tiros nesta quarta-feira, 3. A agência de notícias France Presse fala em seis mortes, sendo quatro em Monywa e duas em Mandalay, segundo socorristas e médicos das duas cidades. As agências Reuters e EFE apontam nove mortos, inclusive dois menores de idade, citando testemunhas e a mídia local. De acordo com a EFE, foram cinco mortes em Monywa, duas em Mandalay, uma em MyinGyan e uma em Rangoon. O país vive uma onda de protestos contra o golpe de Estado perpetrado pelo Exército. Com esse novo dia de repressão às manifestações, mais de 30 pessoas já morreram. Os militares tomaram o poder e detiveram integrantes do governo, inclusive a líder política Aung San Suu Kyi, vencedora do Nobel da Paz em 1991, e o presidente do país, Win Myint. Em meio a protestos que se espalharam por todo o país, as forças de segurança têm usado munição letal para reprimir os manifestantes. No domingo 28, a repressão aos atos deixou ao menos 18 mortos em três cidades. Mesmo com a violência, as manifestações não têm diminuído. E a população vem saindo às ruas para protestar diariamente contra o novo governo.

Leia também: “Duas pessoas morrem em protesto contra militares em Mianmar”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site