Marinheiro frustrado causou incêndio de US$ 1 bilhão

O acusado havia falhado no exame de admissão aos Navy Seals
-Publicidade-
Ryan Mays, em foto que não corresponde à data real em que foi registrada | Foto: Redes sociais
Ryan Mays, em foto que não corresponde à data real em que foi registrada | Foto: Redes sociais

Um aprendiz de marinheiro identificado como Ryan Mays foi acusado pela agência de investigações da Marinha norte-americana NCIS de ser o autor do incêndio no barco anfíbio USS Bonhomme Richard, na base naval de San Diego.

Mays estava frustrado por não ter completado os exames de admissão aos Navy Seals. Ele dizia constantemente que “odiava a Marinha”, e é acusado de ter iniciado o incêndio, em 12 de julho. O barco queimou por cinco dias e deixou 63 pessoas feridas.

O equipamento contra incêndio do USS Bonhomme Richard havia sido sabotado, e o prejuízo foi calculado em US$ 1 bilhão de dólares. O barco ficou tão danificado que não pode ser reconstruído. Ryan Mays já foi preso, e responde a processo. Ele se declarou inocente.

-Publicidade-

Imagens do incêndio podem ser vistas nesta reportagem (em inglês) da cadeia ABC:

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro